Santana Pires, do Patriota, lança candidatura separada ao Senado

Decisão foi tomada para dar palanque ao presidenciável do partido, Cabo Daciolo

Santana Pires (Patriota) registra candidatura ao Senado | Foto: Reprodução/TSE

Vice-presidente estadual do Patriota, Santana Pires registrou candidatura separada ao Senado, segundo consta no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Pedrão e Guarda Chuva ocupam as vagas de 1º e 2º suplentes, respectivamente.

Ao Jornal Opção, Santana disse que a decisão foi tomada em conjunto com a Executiva Nacional do partido para dar palaque ao candidato a presidente do Patriota, Cabo Daciolo.

Questionado sobre a legalidade do registro de uma candidatura separada ao Senado, o político afirmou que não há nenhum problema jurídico. “Desde 2010, a lei permite que um partido coligue para governador e lance candidatura separada ao Senado”, explicou.

O Patriota apoia a reeleição do governador José Eliton (PSDB). Para a disputa a deputado federal, o partido coligou com o PV, a Rede e o Avante. Para estadual, vai com chapa pura.

Pela legislação eleitoral, há a possibilidade de se lançar candidatura ao Senado separada da coligação majoritária à qual o Patriota faz parte, desde que tudo esteja descrito na ata da convenção do partido. E o documento entregue ao Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO) deixa claro que houve a decisão durante a convenção da sigla de lançar Santana Pires ao Senado ao lado dos suplentes Pedrão e Guarda Chuva.

Leia abaixo trecho da ata da convenção do Patriota em Goiás entregue à Justiça Eleitoral:

“E dando sequência aos trabalhos, o senhor presidente colocou em discussão e votação, o qual trata da definição do número identificador do candidato do PATRIOTA GO ao cargo de senador e suplentes, deputado federal e deputado estadual, já escolhidos e aprovados nesta convenção estadual, iniciando o sorteio primeiramente foi ao candidato ao cargo do senado e seus suplentes pelo partido o qual ficou composto pelos seguintes candidatos: ERCILEY PIRES SANTANA – Nº 510 a senado, PEDRO RIBEIRO DA CRUZ como 1º suplente e VILMAR JOSE DA SILVA como 2º suplente, frisando que o partido PATRIOTA do Estado de Goiás irá gozar do tempo de todas as chamadas de mídia (rádio, TV e outros meios de comunicação) o qual pertence ao mesmo por direito”.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.