Roubo a propriedades rurais diminuem 42% em Goiás

Isolamento social e criação de delegacias especializadas justificam a queda na criminalidade no campo

Patrulha faz ronda nas propriedades rurais Foto: Divulgação

Goiás detectou redução de 42,40% nos roubos em propriedades rurais no estado, segundo dados do Observatório de Segurança Pública, da Secretaria de Segurança Pública do Estado de Goiás. As informações se referem aos meses de janeiro a setembro de 2020, na comparação com igual período de 2019. Na análise dos nove meses deste ano, com o cenário encontrado em 2018, a queda é ainda mais expressiva: -48,37%. 

Em parte, o isolamento social adotado na quarentena em combate ao coronavírus explicam o dado. Segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, todos os crimes contra o patrimônio foram reduzidos no primeiro semestre de 2020, devido à menor quantidade de bens circulando e ao isolamento da população.

Unido a este fator, a criação do Batalhão Rural da Polícia Militar e o fortalecimento da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Rurais da Polícia Civil podem explicar a redução da criminalidade. Mais de 60 operações foram realizadas pelas forças de segurança no campo em 21 meses. As ações resultaram em pelo menos 120 prisões, mais de 500 cabeças de gado recuperadas, além da apreensão de quase 100 armas de fogo. 

Os resultados foram celebrados pelo titular da pasta de Segurança Pública, Rodney Miranda. “O enfrentamento à violência na zona rural é um dos principais eixos na administração deste governo  e temos cumprido isso como muito rigor. O resultado tem sido altamente positivo, uma vez que somos referência para outros Estados e até mesmo alguns países. Os produtores rurais e famílias que vivem no campo também reconhecem este trabalho”, ressaltou. 

A criação do Batalhão Rural da Polícia Militar em 2019 pelo governador Ronaldo Caiado potencializou as ações operacionais rurais no Estado. Dentro do Batalhão, foi implantado o primeiro Centro Integrado de Inteligência Comando e Controle (CIICC) do país. Segundo o comandante do Batalhão, tenente coronel André Luiz de Carvalho, por meio das ações de georreferenciamento, hoje, mais de 30 mil propriedades rurais já foram cadastradas no sistema de monitoramento. 

“É um número considerável e nós estamos em um processo robusto de ampliação, com uma média de 4 mil novos cadastros semanalmente. Com isso, a gente espera fazer a média de quase 50 mil cadastros nos próximos 12 meses. E o Centro Integrado de Inteligência Comando e Controle serve não só pra controlar as nossas atividades, mas também para planejar, dar um direcionamento qualificado para a aplicação dos recursos operacionais. O Batalhão Rural, hoje, pode-se dizer que atua em todos os municípios do Estado”, pontuou André Luiz de Carvalho.

Além das ações do Batalhão Rural da PM, as ocorrências no campo têm sido solucionadas com o fortalecimento da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Rurais (DERCR), da Polícia Civil. De acordo com o titular da especializada, delegado Pedromar Augusto de Souza, por meio da DERCR diversas associações criminosas que atuavam na zona rural têm sido desmanteladas. 

Foto: Divulgação

“Nesse ano nós fizemos várias operações, prendemos vários autores, pessoas perigosas envolvidas em roubos, furtos e que vivem em função do crime. O foco da delegacia é justamente dar paz social aos proprietários rurais, para que produzam e façam realmente o Brasil crescer”, afirmou Pedromar Augusto de Souza. 

O governador Ronaldo Caiado prestou elogios às forças de segurança, que possibilitaram, desde 2019, uma queda dos crimes em Goiás. “Meu reconhecimento de público às polícias Civil e Militar, Polícia Técnico-Científica, Corpo de Bombeiros e Polícia Penal, por esse espírito público. Este é um compromisso do governo. A sociedade goiana tem de viver com tranquilidade. Não pode ser reprimida por aqueles que acham que vão ter espaço na criminalidade e vão ter proteção ou vista grossa do governo. Eles terão sobre si a mão forte do Estado. Nós não nos curvaremos, seja qual for o nível de criminalidade, ou com quais proteções eles queiram se apresentar”, assegurou o governador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.