Rede Record destaca paisagens paradisíacas de Goiás em rede nacional

Reportagem mostra que setor de turismo criou mais de 3 mil vagas de emprego e deve movimentar cerca de R$ 5 milhões no Estado até o fim deste ano

O turismo goiano foi destaque em reportagem nacional veiculada pela Rede Record nesta quinta-feira (17/11). Ao apresentar diversos pontos turísticos do Estado, a emissora destacou que Goiás encontrou no turismo de natureza uma forma de vencer a crise, gerar empregos e impulsionar a economia local.

De acordo com a reportagem, o setor criou mais de 3 mil vagas de emprego e deve movimentar cerca de R$ 5 milhões no estado até o fim deste ano, número que representa crescimento de quase 5% em relação a 2015. Outro dado apontado pela matéria mostrou que, de janeiro a setembro, foram mais de 11 milhões de viagens feitas até Goiás – 4% a mais que no mesmo período do ano passado.

Em entrevista, o governador Marconi Perillo destacou a importância do turismo como fonte limpa de desenvolvimento econômico e área essencial para geração de emprego e renda. “O Turismo é uma empresa sem chaminé, uma indústria que não polui, que gera muito emprego, em que circula muito dinheiro nas economias locais. Por isso, essa é a principal indústria em vários países do mundo, como a França, e precisa ser cada vez mais estimulada aqui em Goiás”, disse.

Entre as principais atrações que levaram turistas a Goiás estão: águas termais, trilhas de arvorismo, cachoeiras e até rota do vinho. Cidades como Pirenópolis e Caldas Novas, além da região da Chapada dos Veadeiros, lideram os destinos procurados no Estado. A reportagem mostrou ainda uma curiosidade: até mesmo vinícolas no interior de Goiás estão sendo buscadas por turistas, desde que publicações especializadas colocaram vinhos produzidos no Estado entre os cinco melhores do país.

Líder em geração de empregos

Na quarta-feira (16), o programa Fala Brasil, também da Rede Record, veiculou outra reportagem destacando o Estado como campeão nacional da geração de emprego e renda. A matéria intitulada “Terra do Emprego” mostrou que, enquanto o País apresenta saldo negativo na geração de novos postos de trabalho, a realidade de Goiás é bem diferente: 6.497 novos empregos gerados em 2016.

Segundo a reportagem, até o mês de setembro, segundo números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), a produção industrial brasileira caiu 7,8% – mais de 330 mil postos de trabalho foram fechados. Em Goiás, o movimento é inverso: desde o início do ano, a indústria tem mais contratado do que demitido.

De acordo com a reportagem da Record, Goiás está do topo dos estados que mais geram empregos formais no Brasil. Um especialista ouvido na matéria observou que Goiás conta com pelo menos três virtudes, a principal dela o excelente desempenho do agronegócio, além da resposta positiva do setor de serviços e da indústria, liderada pela expansão da produção de medicamentos.

 

 

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.