Raquel Teixeira quer games e filmes feitos com smartphones nas próximas edições do Fica

Durante lançamento oficial do festival deste ano, secretária falou em novo formato — que abrirá programação a novas mídias

Secretária Raquel Teixeira anuncia novidades para as próximas edições do Fica | Foto: Alexandre Parrode / Jornal Opção

Secretária Raquel Teixeira anuncia novidades para as próximas edições do Fica | Foto: Alexandre Parrode / Jornal Opção

A secretária de Educação, Cultura e Esporte, Raquel Teixeira, afirmou que tão logo conclua o 17º Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica) já vai dar início aos preparativos para as três próximas edições. E com uma novidade: quer novo formato do evento, aberto às novas tecnologias, como vídeo-games e filmes feitos para smartphones.

Sob as copas das belas jaboticabeiras do Palácio das Esmeraldas, Raquel comemorou o lançamento oficial do Fica 2015, a ser realizado entre os 11 a 16 de agosto, na Cidade de Goiás. Ao lado do governador Marconi Perillo (PSDB), ela afirmou que “não é qualquer Estado” que consegue manter, por 17 anos ininterruptos, um evento cultural da magnitude do Fica.

“Fomos um dos fundadores do Green Film Network [associação internacional de festivais de cinema ambiental], evidenciamos os problemas ambientais mundiais, debatemos em todas as suas vertentes, sem nunca deixar de propor soluções. O Fica não é só um festival de cinema. Tem imagem única e respeitável porque valoriza o cinema brasileiro como todo”, discursou Raquel.

Um dos pontos altos exaltados pela secretária foi a escolha de sete filmes goianos para a mostra competitiva. “Com grata satisfação anunciamos neste ano que, dos 21 filmes que competirão na mostra, sete deles foram produzidos por goianos. O fortalecimento do nosso cinema é resultado do trabalho que temos desenvolvido”, completou ela.

Em sua fala, o governador Marconi Perillo relembrou a criação do festival, em junho de 1999. Mesmo em meio à crise administrativa, o governo driblou todas as dificuldades e conseguiu celebrar o primeiro Fica. “A ousadia sempre foi nossa marca e, durante todos esses anos, fizemos um trabalho sério para que o Fica se perpetuasse, independentemente de governo”, disse ele.

Governador Marconi Perillo: "É sempre uma honra abrir as portas do Palácio das Esmeraldas para a Cultura" | Foto: Alexandre Parrode

Governador Marconi Perillo: “É sempre uma honra abrir as portas do Palácio das Esmeraldas para a Cultura” | Foto: Alexandre Parrode

Marconi fez questão de cumprimentar a prefeita de Goiás, Selma Bastos (PT), em nome do povo vilaboense, que “recebe tão bem o festival”. No que depender do governo de Goiás, o Fica chegará a sua 20ª edição no ano de 2018, “consolidado como um dos maiores festivais ambientais do mundo”. “Tenho certeza que faremos um grande festival e vamos nos preparar para as próximas três edições com bastante antecedência”, arrematou o tucano.

Mudanças

O Fica 2015 está sendo realizado excepcionalmente em agosto, devido à reorganização orçamentária proposta pela secretaria da Fazenda no começo do ano, frente à grave crise financeira pela qual passa o País. Com o ajuste fiscal do governador Marconi Perillo, o festival teve corte de 2 milhões de reais, o que não afetou na realização da mostra em si.

No entanto, para os próximos anos, a secretária Raquel Teixeira garantiu que o Fica voltará a ser celebrado em junho e deve manter o novo formato proposto por ela: com foco no cinema e na programação ambiental, sem grandes shows nacionais.

Sobre o tema, Raquel asseverou que “jamais se esquecerá da música”, mas que este não será o foco principal. “As apresentações nacionais podem até voltar, mas nunca mais irão rivalizar com a programação proposta para o meio ambiente”, explicou ela.

Estiveram presentes no evento os secretários Vilmar Rocha (Secima), Henrique Tibúrcio (Governo), Ana Carla Abrão (Fazenda), os deputados Talles Barreto (PTB), Francisco Oliveira (PHS), e Virmondes Cruvinel (PSD), a vereadora Dra. Cristina (PSDB), o diretor-presidente Sebrae, Igor Montenegro, e representantes da cultura goiana.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.