“Não posso estar feliz por ser o homem mais odiado do mundo”, disse Julien Blanc ao jornalista Chris Cuomo

[relacionadas artigos=”20554″]

O americano Julien Blanc, polêmico “instrutor” de técnicas para “pegar mulher”, pediu desculpas por seu comportamento em entrevista à rede de TV estadunidense CNN. Proibido de entrar no Brasil pelo Itamaraty,  o jovem disse que foi mal interpretado ao tentar provocar um choque. “Quero me desculpar a quem tenha se sentido ofendido de alguma maneira. Nunca foi a minha intenção. Lamento muito tudo o que aconteceu”, disse ao jornalista Chris Cuomo.

Visivelmente irritado com as perguntas do apresentador, Blanc disse que as fotos em que aparece coagindo mulheres “foram tiradas do contexto”. “Não posso estar feliz por ser o homem mais odiado do mundo”, lamentou. Confira entrevista:

https://www.youtube.com/watch?v=BMaXmUmGFb4

Blanc é um “instrutor” que ensina homens a “conquistarem” mulheres. Ele, que se descreve como “o líder internacional em conselhos de namoros”, afirma que as técnicas fazem mulheres pedirem para dormir com os homens. Os métodos envolvem violência e humilhação, como beijar a força ou empurrar a cabeça da mulher em direção ao pênis. Ele afirma que os homens devem ignorar quando as mulheres dizem “não” a uma investida sexual, e continuarem insistindo. Para atrair mulheres, ele sugere que o homem diminua sua autoestima e faça com que ela tenha medo.