Preso estaria paraplégico após agressão de agentes penitenciários, denuncia promotor

Lucas Marques Lobo, de 20 anos, teria sido agredido por agentes do GOPE

Fotos: Reprodução/Facebook

Fotos: Reprodução/Facebook

O promotor Haroldo Caetano da Silva, da 25ª Promotoria de Justiça de Goiânia, denunciou, por meio de sua conta no Facebook, um caso de violência por parte de agentes do Grupo de Operações  Penitenciárias de Goiás (GOPE). Conforme o promotor, o preso Lucas Marques Lobo, de 20 anos, estaria paraplégico após ser “submetido à tortura”.

O rapaz está internado no Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). A reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação da unidade, que não soube informar as reais condições do paciente. Já a Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (SEAP) afirmou que irá apurar as denúncias.

Procurado pela reportagem do Jornal Opção Online, o promotor informou não ter mais informações sobre o caso, mas que já está tomando as devidas providências.

 

Deixe um comentário