Presidente do PMDB Goiás, Daniel Vilela confirma que votará pela cassação de Eduardo Cunha

Ao Jornal Opção, deputado federal se posicionou favorável ao processo contra o ex-presidente da Câmara — acusado de mentir na CPI da Petrobras

Deputado federal Daniel Vilela | Foto: Gustavo Lima/ Câmara dos Deputados

Deputado federal Daniel Vilela | Foto: Gustavo Lima/ Câmara dos Deputados

O deputado federal Daniel Vilela, presidente do PMDB de Goiás, confirmou, ao Jornal Opção nesta quinta-feira (8/9), que votará pela cassação do mandato do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Para o goiano, o correligionário mentiu na CPI da Petrobras sobre manter contas no exterior — pelo que é acusado no Conselho de Ética. Cunha é, ainda, réu em dois processos no Supremo Tribunal Federal (STF), investigado por lavagem de dinheiro e corrupção.

No dia 12 de setembro (segunda-feira que vem), o plenário da Casa julgará o relatório do deputado Marcos Rogério (DEM-RO), que pede a cassação do mandato de Cunha, aprovado naquele conselho em junho deste ano (em votação apertada: 11 votos a 9).

Daniel Vilela é o nono deputado federal por Goiás (dos 17) a declarar voto favorável ao processo contra o ex-presidente. Em levantamento feito por “O Globo”, apenas Alexandre Baldy (PTN), Delegado Waldir (PR), Fábio Sousa (PSDB), Giuseppe Vecci (PSDB), Magda Mofatto (PR), Marcos Abrão (PPS) e Thiago Peixoto (PSD) confirmaram voto “sim”. Rubens Otoni, do PT, também é favorável.

A bancada do PMDB na Câmara Federal liberou os parlamentares.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.