Prefeitura encerra nesta sexta-feira período de negociação

A Secretaria de Finanças discute judicialmente a possibilidade de bloquear bens de devedores, como automóveis e imóveis

Secretário de Finanças, Jeovalter Correia, anuncia medidas para contenção de gastos | Foto: Laura Machado

Secretário de Finanças, Jeovalter Correia: “É melhor procurar a fazenda pública municipal para regularizar os débitos antes da secretaria enviar os nomes para protesto” | Foto: Laura Machado

Com dívida de R$ 5,2 bilhões a receber de mais de 400 mil contribuintes, a Prefeitura de Goiânia encerra nesta sexta-feira (27/11) o período de negociação com os devedores. Cidadãos inadimplentes fazer os pagamentos com descontos entre 80% e 35% em multas e juros moratórios, dividir em 40 vezes, além de ter a redução da parcela mínima de R$ 500 para R$ 100 por mês.

Desde a última segunda-feira (23), foram realizadas mais de 3 mil negociações no valor de R$ 8,7 milhões. Desse total, R$ 1, 2 milhão foi à vista e R$ 7,4 milhões serão pagos em até 40 vezes.

A Secretaria Municipal de Finanças (Sefin) discute judicialmente a possibilidade de bloquear bens de devedores, como automóveis e imóveis. Na próxima semana, segundo o secretário Jeovalter Correia, haverá mais protestos em cartório, inscrições no SPC e Serasa, além de bloqueio de dinheiro em contas bancárias de inadimplentes.

“É melhor procurar a fazenda pública municipal para regularizar os débitos antes da secretaria enviar os nomes para protesto. É pior para todo mundo”, aconselha o titular da pasta. Até agora, a prefeitura já protestou mais de R$ 253 mil cidadãos que devem quase R$ 700 milhões à cidade.

Conforme o secretário, não haverá prorrogação do prazo. “Garantiremos atendimentos a todos os interessados em negociar amigavelmente as dívidas que têm junto à prefeitura, mas apenas até o final do dia de hoje”, pontua.

As dívidas podem ser pagas até as 18 horas no shopping Estação Goiânia; até as 20 horas nas unidades Vapt Vupts; e até 23h59, por meio do site.

Mesmo após esgotada a capacidade de atendimento diário, a pasta garante que os cidadãos podem ir à Estação Goiânia, onde serão todos atendidos. No local, estão sendo negociados débitos em trâmite judicial. Já nos Vapts Vups trata-se de pendências administrativas, inscritas na Dívida Ativa, em serviços de proteção ao crédito, como SPC e Serasa ou em protesto cartorário. Pela internet, só é possível a gerar guia para pagamentos à vista.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.