Jardel sai em defesa de secretário: “Adib sempre provoca. Chamou César de bandido e malandro”

Adib prestou queixa por lesão corporal e ameaça contra o secretário de Governo César Ferreira, que rebate acusações: “não posso deixar ele me xingar sempre. Tenho família, filhos”

Adib Elias / Foto: Leonardo Martins / Leitor

Adib Elias / Foto: Leonardo Martins / Leitor

O prefeito de Catalão, Jardel Sebba (PSDB), defendeu hoje seu secretário de governo da cidade e presidente da Superintendência Municipal de Água e Esgoto, César José Ferreira (PSD), da agressão que cometeu contra o ex-prefeito Adib Elias. “O Adib sempre provoca. Ele tentou deixá-lo constrangido, e ele se irritou”, disse Jardel ao Jornal Opção Online, nesta quinta-feira (11/12).

Na última quarta-feira (10), Adib prestou queixa por lesão corporal e ameaça contra o secretário César, que o agrediu com dois socos no rosto. A agressão ocorreu após uma discussão entre as partes, durante reunião do Conselho Deliberativo do clube de futebol Crac. A reunião que ocorria era referente a nomeação da nova diretoria do clube . O nome mais cotado, de Batista Inácio, nem chegou a ser discutido devido à confusão. De acordo com César, Adib o agrediu verbalmente, e ele revidou.

O secretário registrou boletim de ocorrência contra Adib por ameaça, dizendo ter ouvido o peemebista dizer que “era para matá-lo”. “Eu ouvi ele falando no telefone com alguém, dizendo que eu tinham o agredido e que era para me matar, sumir comigo”, disse César. Adib, entretanto, negou a ameaça, e acusou César do mesmo crime. O secretário, entretanto, disse: “Não sou homem disso.”

Jardel não estava no local da discussão, mas disse que ouviu a versão de alguns presentes. Integrantes do conselho estavam reunidos para decidir quanto à diretoria do clube de futebol Crac. “O Adib apareceu pela primeira vez desde quanto saiu da diretoria, e começou a tentar constrangi-lo. Então, o Adib colocou o dedo na cara dele, e ele reagiu. E César, apesar de não ser muito forte, levou ele a nocaute”, explicou, e garantiu: “Adib sempre tenta desmoralizar o César.”

O prefeito de Catalão disse que César já estava irritado com a forma com que o ex-prefeito falava com ele. “E eles já estavam com uma rixa também”, disse. Jardel acusou ainda Adib Elias de não querer o Crac consiga se reeguer. “Assim ele pode continuar tentando desgastar minha gestão”, apontou.

De acordo com César, as críticas por parte do ex-prefeito surgiram desde que ele decidiu apoiar Jardel Sebba. “Já têm uns três anos que em toda entrevista ele me chama de bandido, malandro. Depois que perdeu a eleição [em 2012] ele perdeu o controle”, disse.

O secretário sustentou que Adib começou dizer palavras ofensivas, ele levou de seu lugar e pediu respeito. “Quando eu voltei, ele veio atrás de mim e colocou o dedo na minha cara. Aí né?…Eu tenho família, filhos. Não dá para deixar ele ficar me xingando sempre assim não”, explicou.

O Jornal Opção Online entrou em contato com Adib Elias, mas ele não pôde falar com a reportagem até a publicação desta matéria.

A Prefeitura de Catalão publicou na última quarta-feira (10), uma nota oficial sobre o caso:

A Prefeitura Municipal de Catalão lamenta o desentendimento ocorrido entre o secretário de Governo, César José Ferreira, e o ex-prefeito Adib Elias na tarde desta quarta-feira, 10. Participando de reunião do Conselho Deliberativo do CRAC, como integrante, César viu-se obrigado a revidar constantes ataques do ex-prefeito.

Adib passou boa parte da reunião tentando desqualificar os integrantes ligados ao prefeito Jardel Sebba, fazendo valer de palavras de baixo calão e buscando tumultuar o encontro que visava discutir a participação do time no Campeonato Goiano 2015. Em determinado momento, César levantou-se e pediu respeito, mas não foi atendido por Adib. A reunião acontecia entre doze pessoas.

Ao tentar voltar para seu lugar no espaço de reuniões, César deparou-se com o ex-prefeito vindo em sua direção e, exclusivamente para se defender do iminente ataque, revidou fisicamente.

Integrantes do Conselho Deliberativo presentes à reunião garantem que não era o momento de Adib politizar, mais uma vez, as discussões dentro do time. César, em entrevista à imprensa, reforçou que não permitira que seu nome e a reputação da administração municipal fossem achincalhados por quem, reiterou, “só promoveu bagunça no time de futebol que está no coração dos catalanos”.

O secretário César José Ferreira registrou ocorrência policial e apresentou testemunhas dos ataques verbais e das ameaças à sua integridade física feitos pelo ex-prefeito Adib Elias.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CATALÃO

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.