Polícia ouve três testemunhas do acidente no toboágua em Caldas Novas

Até o momento, não houve pronunciamento do parque aquático Di Roma nem da proprietária, a deputada federal Magda Mofatto 

Três testemunhas do acidente que matou um menino de 8 anos no parque aquático Di Roma Acqua Park, em Caldas Novas, serão ouvidas pela polícia nesta segunda-feira, 14. A criança, que era de Conselheiro Lafaiete (MG) e estava a passeio com familiares morreu após cair de um toboágua de altura de 15 metros, no último domingo, 13. Segundo o Corpo de Bombeiros, a vítima teria entrado em uma área que estava interditada para manutenção. A polícia vai investigar as circunstâncias da queda.

Procurados pelo Jornal Opção, o parque aquático Di Roma e a proprietária do local, a deputada federal Magda Mofatto (PL), ainda não se pronunciaram sobre o ocorrido. O prefeito de Caldas Novas, Kleber Marra (Republicanos), no entanto, lamentou a tragédia e disse estar “consternado com a fatalidade”. “Eu e a primeira-dama Márcia Marra, nos solidarizamos com os pais e familiares neste momento de profunda dor. Todo acolhimento está sendo prestado por nossas equipes, também consternadas pelo ocorrido”, disse Marra, por meio de nota.

De acordo com informações da Prefeitura de Caldas Novas, a criança teria se desvinculado do pai e entrado no toboágua chamado “Vulcão”. Nas redes sociais do clube, um aviso publicado há seis dias informava a interdição do Vulcão para obras. O menino teria sofrido várias lesões e um traumatismo craniano seguido de afogamento.

A vítima chegou a ser socorrida pelos guarda-vidas do local até a chegada do resgate especializado, mas, devido a gravidade do quadro, ele seria transferido com uso de um helicóptero dos bombeiros para o Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia. No entanto, sofreu uma parada cardíaca e não foi possível realizar a transferência. A morte da criança foi confirmada pelo hospital de Caldas Novas por volta das 19h. 

Confira na íntegra a nota enviada pelo prefeito Kleber Marra

“Consternado com a fatalidade que vitimou o pequeno Davi, de oito anos no início da noite deste domingo, 13. A criança caiu de uma altura de 10 metros quando tentava brincar em um toboágua de um parque aquático em nossa cidade. Segundo informações o brinquedo estava interditado para manutenção.

Nossos valorosos profissionais do SAMU e do Hospital Municipal realizaram todos os procedimentos possíveis para tentar salvar a vida desse anjinho, mas infelizmente o caso era gravíssimo. 

Eu e a primeira-dama Márcia Marra, nos solidarizamos com os pais e familiares neste momento de profunda dor. Todo acolhimento está sendo prestado por nossas equipes, também consternadas pelo ocorrido. Que Deus dê o conforto necessário neste momento!
 

Nossos sinceros sentimentos à toda família!”

Uma resposta para “Polícia ouve três testemunhas do acidente no toboágua em Caldas Novas”

  1. Avatar P disse:

    Deputada assasssina. Ganancia por dinheiro. Devia ter cercado o local. Mas, não. Iria gastar com tapumes, vigias, para Que? Prisão para ela. A única responsável pelo acidente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.