Polícia Federal apura suposta fraude envolvendo tema da redação do Enem

A denúncia veio do estudante Jomásio Barros, que publicou uma imagem contendo a capa do caderno de redação nas redes sociais, após a prova, sustentando que já sabia do tema

A Polícia Federal no Piauí divulgou nota explicando que instaurou inquérito para apurar os fatos envolvendo suposta fraude no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014, aplicado no último fim de semana. A denúncia veio do estudante Jomásio Barros, que publicou uma imagem contendo a capa do caderno de redação nas redes sociais, após a prova, sustentando que já sabia do tema.

Segundo Jomásio, a informação chegou a ele via WhatsApp antes da abertura oficial dos pacotes de provas. Na imagem publicada pelo estudante é possível ver que a informação teria chegado a ele às 10h47 do domingo (9/11). “E agora???????? Como um exame à nível nacional pode ser totalmente seguro e confiável se o tema da proposta de redação já tinha chegado até em mim….”, questionou pelas redes sociais.

Na manhã desta quinta-feira (13/11), a assessoria da Superintendência Regional da PF do Piauí, informou ao Jornal Opção Online que não confirmava o caso. “A comunicação não tem nenhuma informação para repassar à imprensa”, relataram. Entretanto, em nota divulgada na tarde desta quinta-feira, a PF afirmou que todos os envolvidos no caso já estão sendo ouvidos no Piauí. Veja na íntegra:

A Polícia Federal instaurou inquérito policial, nesta quinta-feira (13), para apurar a veracidade ou não dos fatos ocorridos no Piauí, envolvendo o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Foi solicitada a perícia do celular do aluno denunciante e todos os envolvidos no caso já estão sendo ouvidos neste estado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.