Polícia do Tocantins apura se R$ 1 milhão encontrado em malas iria para campanha em Goiás

Valor foi encontrado em um automóvel, na TO-050, na manhã desta terça (2)

Divulgação

A polícia do Tocantins investiga se a quantia de mais de R$ 1 milhão encontrada em um automóvel dentro de malas na manhã desta terça-feira (2/10), na TO-050, iria para campanha Apolítica no Estado de Goiás.

O valor foi flagrado por agentes da Polícia Militar Rodoviária e os ocupantes do veículo não souberam indicar a origem do dinheiro. No entanto, informações colhidas pela polícia indicam que o caso se trata de crime eleitoral, com suposto envolvimento de políticos dos estados do Pará e Goiás.

Duas pessoas que estavam dentro do carro foram detidas e encaminhadas para a sede da Polícia Federal (PF) em Palmas, assim como o motorista do veículo.

Após informações, um quarto componente, Antônio Rodrigues de Souza, foi localizado em uma aeronave, sem plano de vôo definido. Por se tratar de crime contra a segurança aérea, ele também foi encaminhado para a PF para procedimentos.

Confira a nota na íntegra:

A Polícia Militar informa que, através do Batalhão de Polícia Militar Rodoviário e de Divisas (BPMRED) realizou a abordagem a um veículo Toyota Corolla vermelho, com placas de Porto Nacional e, após buscas foi encontrado dinheiro em espécie, aproximadamente 1 milhão de reais

Os ocupantes do veículo não souberam precisar a origem do dinheiro, mas informações colhidas pela equipe levam a crer que se trata de crime eleitoral, então de responsabilidade da Polícia Federal.

Os envolvidos, Elenilson Silva (passageiro do Taxi), Edilson Moura Porto e José Carlos Pina Castelo Branco (Taxista) foram conduzidos para a sede da Polícia Federal. Após informações, equipes da PM localizaram um quarto componente, Antônio Rodrigues de Souza (Piloto Avião), em uma aeronave, sem plano de vôo definido. Por se tratar de crime contra a segurança aérea, também foi encaminhado para a PF para procedimentos.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.