Polícia de MG faz buscas em fornecedora da cervejaria Backer

Dietilenoglicol é apontado como possível causa da morte de quatro pessoas que teriam consumido a Belorizontina

Cervejaria Backer | Foto: Reprodução

A Polícia Civil de Minas Gerais cumpriu mandado de busca e apreensão e uma fornecedora da substância que foi encontrada na cerveja Belorizontina, da Backer. As substâncias encontradas na bebida e na fábrica são o dietilenoglicol e o monoetilenoglicol e são utilizadas para refrigeração.

A primeira substância é apontada como possível causa da morte de quatro pessoas que teriam consumido a cerveja mineira.

Até o momento são 18 casos de pessoas com suspeitas de contaminação. Foram registradas quatro mortes em consequência do consumo da bebida — uma delas ainda não oficializada.

As mortes foram causadas por síndrome nefroreunal.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.