Polícia cumpre 14 mandados contra quadrilha especializada em roubo de cargas em Goiás e outros estados

O prejuízo gerado pela organização criminosa é estimado em mais de R$ 80 milhões

Operação Ponto Final | Foto: divulgação/ PC

Uma força-tarefa composta pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Civil, Polícia Militar de Goiás e Secretaria de Economia (SECON) deflagraram na manhã desta quarta-feira, 22, a Operação Ponto Final, cumprindo 14 mandados de busca e apreensão contra membros de organização criminosa que atua há mais de 10 anos em Goiás, Minas Gerais, Tocantins, Distrito Federal e todos os estados do Nordeste.

Segundo as investigações, os criminosos eram especializados em roubos de cargas de gêneros alimentícios e, principalmente, combustíveis. O prejuízo gerado pela organização criminosa é estimado em mais de R$ 80 milhões. Os produtos eram encaminhados principalmente para Goiânia e Anápolis, a 55 km da capital, onde eram revendidos a postos de combustíveis, supermercados e farmácias.

Dois dos líderes eram conhecidos por ameaçarem até policiais de outros estados que os investigavam, conforme conversas capturadas pelos investigadores. Em Goiás toda a estrutura criminosa foi desmantelada. “Esses são criminosos que agiam com violência, não cooptavam motoristas, os rendiam mesmo. Temos áudios em que eles ameaçam policiais, então é um grupo bem perigoso e agimos rápido”, disse o delegado Alexandre Bruno.

Dois homens foram presos nesta manhã e outros seis já estavam presos. Todos são suspeitos de serem os líderes da organização criminosa. Um deles é empresário e outro, dono de uma garagem de carros, mas os nomes não foram divulgados. Os suspeitos foram ouvidos pela polícia e negaram envolvimento nos crimes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.