Polícia Civil desarticula organização criminosa que trazia drogas para Goiás em aeronaves

Foram apreendidos 501,600 kg de cocaína e mais 31,5 kg de insumos para preparo das drogas, além de duas aeronaves avaliadas em aproximadamente R$ 600 mil

Foto: Reprodução

A polícia Civil do Estado de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), deflagrou, na madrugada do último domingo, 4, a Operação Puro Sangue. O objetivo da ação é desarticular uma organização criminosa, responsável por trazer, em aeronaves, grandes quantidades de cocaína para o Estado.

Sete integrantes do grupo foram presos, entre eles, dois pilotos, e um casal que chefiava a organização criminosa, a mulher, identificada como Jemima Adelita Ruiz Banegas é boliviana. Além disso, a polícia apreendeu as duas aeronaves, uma caminhonete Ford Ranger, uma Hillux, uma Discovery, Fiat Strada e um Fiat Toro; além de duas motocicletas BMW 1200 e uma Yamaha.

Foto: Reprodução

Investigações

A Polícia Civil monitorou toda a ação de uma remessa de droga transportada em um avião, que aterrissou numa pista de pouso situada próximo a Goiânia. A seguir, interceptaram uma camionete com meia tonelada de cocaína já sendo levada para ser distribuída.

Já no município de Itaberaí, a polícia localizou insumos, uma grande prensa, armas de fogo e artefatos explosivos, além de dinheiro oriundo do tráfico de drogas. Foram apreendidos, um revólver, uma espingarda, uma pistola, e 15 artefatos explosivos, além do montante de R$ 20.500,00 em Rio Verde e mais R$ 45.000,00 (U$ 1.200,00), em Itaberaí.

A Operação Puro Sangue é resultado de uma grande investigação da Denarc atuante há um ano. Ao todo, foram apreendidos 501,600 kg de cocaína e mais 31,5 kg de insumos para preparo das drogas. As aeronaves apreendidas são avaliadas em aproximadamente R$ 600 mil.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.