PM confirma que “sangue” de foto publicada por policial é, na verdade, tinta

Imagem do agente Umberto Scandelari coberto por um material de cor rosa ganhou as redes sociais e virou motivo para piada

Reprodução/Facebook

Reprodução/Facebook

A Polícia Militar (PM) do Paraná confirmou o que muitos internautas já tratavam como certeza. A foto em que o policial Umberto Scandelari aparece coberto por um líquido de cor rosa não se trata de um registro de violência e o “sangue” era, na verdade, tinta.  A informação foi divulgada nesta quinta-feira (30/4) pela BBC Brasil.

A imagem viralizou na última quarta-feira (29) após ser postada pelo próprio agente em sua conta no Facebook. Na publicação, Umberto teria sugerido que foi agredido por professores durante manifestação em frente ao prédio da Assembleia Legislativa do Paraná, em Curitiba.

“Se os caras não invadissem nada disso teria acontecido”, comentou o policial na publicação  ao ser questionado por um colega se estava bem.

De acordo com a PM paranaense, o material espalhado pelo corpo do policial é, na verdade,  o produto de uma bomba usada em manifestações como munição menos letal.

A foto do policial correu as redes sociais e o policial virou motivo para piada. Confira alguns dos comentários e montagens compartilhados pelos usuários:

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.