PGR pede ao Supremo para aguardar conclusão de CPI para abrir novas investigações sobre Bolsonaro

Manifestação foi enviada pelos senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Fabiano Contarato (Rede-ES) e Jorge Kajuru (Pode-GO), e pede denúncia a Bolsonaro por suposto crime de prevaricação

Procuradoria-Geral da República (PGR) | Foto: reprodução

A Procuradoria-Geral da República (PGR),  requereu à ministra Rosa Weber, que não dê prosseguimento, neste momento, ao pedido dos senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Fabiano Contarato (Rede-ES) e Jorge Kajuru (Pode-GO), para que a Corte determine ao Ministério Público que denuncie o presidente da República, Jair Bolsonaro, por suposto crime de prevaricação.

A manifestação foi enviada na terça-feira, 29, à ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) e relatora Rosa Weber. Para o vice-procurador-geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, é oportuno que o Ministério Público aguarde a conclusão das apurações pela CPI, em vez de instaurar uma investigação concorrente sobre os mesmos fatos envolvendo a vacina Covaxin.

Além disso, destaca que já existe apuração criminal e cível em andamento no núcleo de combate à corrupção da Procuradoria da República no Distrito Federal sobre a aquisição da vacina Covaxin. E pede à Rosa Weber que, caso entenda diferentemente, reabra a oportunidade para que a Procuradoria-Geral da República se pronuncie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.