PDT escolhe data polêmica para lançar pré-candidatura de Ciro Gomes à presidência

Alvo de críticas na corrida eleitoral de 2002 após comentário machista, pedetista planeja lançamento para o Dia Internacional da Mulher

Foto: Bruna Aidar | Jornal Opção

A coluna Painel, do Jornal “Folha de S. Paulo”, deste sábado (6/1) traz a informação de que PDT planeja lançar a pré-candidatura de Ciro Gomes à presidência, em Brasília, no dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher.

A própria coluna recorda que, em 2002, quando concorreu ao Planalto, Ciro foi duramente criticado por feministas por dizer que o papel de Patrícia Pillar na campanha, sua companheira na ocasião, era dormir com ele.

8 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
7 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

jaciara siqueira coelho

Qual o problema da data? A nossa luta é que os homens se libertem do machismo que também os acorrenta. Ridículo o que ele disse em 2002, mas nos interessa o que ele pensa e faz em 2018. Importante o que as feministas fizeram ao colocarem holofotes em sua postura machista. Veremos o que ele propõe para erradicar o machismo em nossa cultura. Queremos os homens ao nosso lado, e os machistas bem distantes de nós.

Ailton Reges

Que venha Ciro Gomes! O passado, bem ou mal, nos ensina a sermos mais cautelosos e melhores até. Ele com certeza pagou um alto preço pelo infeliz comentário que fez. Vamos pensar naquele que pensa BRASIL!!!!!!!

Michel Freire

O comentário que ele fez em 2002 foi muito infeliz, mas ele reconheceu o erro e pede desculpas até hoje. O que importa é que agora ele tem um comportamento completamente diferente. Hoje ele defende o empoderamento da mulher em todos os setores.
#CiroPresidente

Gustavo

Vamos parar de hipocrisia. Todo mundo faz piada com alguma coisa. Isso não quer dizer, necessariamente, que seja preconceito. Ciro Gomes fez uma piada de péssimo gosto, isso é fato. Fato também é que ele foi o ÚNICO Governador de Estado a nomear seus secretários de estado com equiparidade, ou seja, metade do secretariado era composto por homens e a outra metade por mulheres. Dá para chamar um cara desse de machista?

Maykon

Ciro é o único presidenciável que traz consigo, um plano de governo decente para nossa nação. Tem meu apoio!!

Ivan

Machista? 2002? Não aguento mais esse ”profissionalismo” de vocês. Passem a notícia sem forçar com comentários persuasivos.

Ivan

“Meu marido é maravilhoso”, disse Patrícia, rebatendo críticas de feministas ao comportamento de Ciro: “Se tivessem o marido que tenho, não saíam falando isso”. E completou, com críticas veladas aos adversários de Ciro: “Ele é um homem verdadeiro, não é empacotado para venda, para uso externo, é uma pessoa linda, um trabalhador, um homem honesto, que tem um passado limpo”. “Temos uma relação de amor verdadeira”, resumiu.

Nelson Dantas

O comentário espirituoso do Ciro não foi machista e foi maldosamente tirado do contexto com toda a mídia marrom destacando um fato que não houve. Que isso sirva de lição para que os eleitores sérios desconsiderem os boatos criados pela mídia marrom brasileira. Um fato importante é a volta do JB impresso, ele que foi o maior Jornal do Brasil por 100 anos saiu de cena por conta da parceria Folha + Globo. Veja em jb.com.br