PC cumpre mandado de prisão, busca e apreensão contra integrantes de associação criminosa em Goiás

Além das prisões foram deferidos pela Justiça bloqueios de contas bancárias, sequestro de valores e de um veículo

Operação Ápice | Foto: Divulgação

A Polícia Civil do Estado de Goiás (PC-GO), cumpriu na última terça-feira, 28, e manhã de quarta-feira, 29, um mandado de prisão preventiva e um de busca e apreensão. Ação foi deflagrada contra suspeitos de integrarem uma associação criminosa especializada na prática do crime de estelionatos.

Em abril deste ano, os policiais prenderam em flagrante duas mulheres investigadas pelo crime de estelionato contra uma idosa e contra o irmão de um delegado de polícia. Ambos foram vítima do Golpe do Novo Número, sendo as investigadas as beneficiárias do valores obtidos.

A PC aprofundou as investigações e identificou a existência de uma associação criminosa especialista nesse tipo de crime. Inclusive, identificaram o integrante do grupo responsável por cooptar os fornecedores das contas bancárias.

Em julho deste ano, os policiais cumpriram mandado de prisão temporária contra um investigado e outros três suspeitos de integrarem a associação criminosa, pela prática de outros estelionatos.

Com essa prisão, os policiais civis conseguiram avançar nas investigações e identificar outros dois suspeitos de integrarem o grupo, justamente os comparsas responsáveis por entrar em contato com as vítimas e efetivamente solicitar as transferências fraudulentas, sob o pretexto de ser um parente que precisava realizar uma transferência bancária.

No cumprimento das buscas na residência de um investigado, que é monitorado por tornozeleira eletrônica, foram encontrados cartões bancários de integrantes do grupo, caderno de anotações com valores e dados de vítimas, e um aparato feito de papel alumínio usado para tentar inibir o sinal emitido pela tornozeleira eletrônica.

Além das prisões e das buscas, foram deferidos pela Justiça bloqueios de contas bancárias, sequestro de valores e de um veículo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.