PC apreende vacinas irregulares contra H1N1 que seriam vendidas em escolas

Produtos não tinham alvará necessário e estavam armazenados de forma irregular, produzindo riscos à saúde 

Foto: Divulgação / Polícia Civil do Estado de Goiás

A Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor, em ação conjunta com a Vigilância Sanitária de Goiânia, apreendeu vacinas contra o vírus H1N1 que seriam vendidas em escolas de Goiânia.

Durante fiscalização, os agentes constataram que os medicamentos oferecidos por uma empresa de São Paulo não tinham o alvará expedido por órgão sanitário competente para aplicação de vacinas, além de indícios de uso de documentação falsa, vacinas armazenadas sob refrigeração e local inapropriados, dentre outras irregularidades.

Diante das ilegalidades constatadas e o grave risco à sade pública, a aplicação das vacinas foi suspensa e os produtos apreendidos.

O responsável legal pela empresa foi conduzido à Delegacia para prestar esclarecimentos. Foi instaurado inquérito policial para investigar suposto uso de documento falso e crime contra as relações de consumo.

2 respostas para “PC apreende vacinas irregulares contra H1N1 que seriam vendidas em escolas”

  1. Avatar Francis disse:

    Quais foram essas escolas minha filha vacinou ontem na escola Delta

  2. Avatar cleverson disse:

    Reportagem tinha que ser mais clara, informar nome da empresa, qual escolas que foi q vacinaram, meus filhos vacinaram no omni educacional, se possível esclarecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.