Para José Vitti, Goiás pode ampliar o diálogo com o mundo árabe

Integrante da comitiva goiana no Oriente Médio, presidente da Assembleia destacou que governo estadual está aberto a investimentos estrangeiros

O governador Marconi Perillo, o presidente da Assembleia, José Vitti, e o diretor da Saneago, Elie Chidiac, conversam com o príncipe Muqrin bin Abdulaziz Al Saud

O presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), o deputado José Vitti (PSDB), que acompanha o governador Marconi Perillo (PSDB) na missão do governo ao Oriente Médio afirmou que os dados econômicos de Goiás surpreenderam as autoridades sauditas, tanto que o Estado deve receber em breve a visita de uma missão comercial da Arábia Saudita.

O deputado participou, nesta quinta-feira (2/3), da reunião com o príncipe Muqrin Bin Abdulaziz Al Saud, em Riade, capital da Arábia Saudita. Segundo o parlamentar, o trabalho da missão na Arábia amplia de forma substancial as perspectivas de novas relações comerciais e investimentos.

Goiás e Arábia Saudita já fazem intercâmbio comercial, mas uma nova carteira de exportações deve ser aberta depois dos encontros promovidos pelo governo goiano. Entre 2014 e 2016, Goiás exportou US$ 220 milhões em produtos para o país saudita e importou US$ 46 milhões.

“Com muita habilidade política, Marconi apresentou as possibilidades de novos negócios entre Goiás e a Arábia Saudita, mostrando, mais uma vez, que o governo está aberto aos investimentos estratégicos na economia capazes de gerar mais empregos e renda para os goianos”, afirmou Vitti, lembrando que o príncipe saudita deixou clara a intenção de ampliar o diálogo bilateral com o Estado.

De acordo com o presidente da Alego, as variantes econômicas no Oriente Médio são imensas e a missão goiana demonstra ousadia na atração de novos investimentos para o Estado. Para ele, Goiás pode ser a “bola da vez” no mundo árabe. “Ao contrário de quem não compreende a complexidade da economia globalizada, Goiás tem muito a ganhar com a agenda internacional”, arrematou.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.