Organização das Olimpíadas prepara esquema para abafar vaias a Michel Temer

Plano é subir volume da música assim que o presidente interino terminar de falar para evitar que câmeras registrem manifestações negativas

Preocupados com as vaias que o presidente interino Michel Temer (PMDB) possa receber durante a abertura dos Jogos Olímpicos, no dia 5 de agosto, a organização do evento pretende atuar para abafar as manifestações negativas. As informações são da Folha de São Paulo, que afirmou que o plano é aumentar músicas e efeitos sonoros logo após a fala do peemedebista e, assim, evitar registros em gravações.

Temer deve falar por poucos segundos, apenas para declarar os jogos abertos, como é tradição nas Olimpíadas. O presidente interino também ficará responsável pela recepção dos chefes de Estado que estarão no país para acompanhar a cerimônia. Eles também assistirão a abertura juntos na tribuna de honra.

Em outros eventos semelhantes no Brasil, esta medida não foi, no entanto, adotada. Durante a abertura da Copa do Mundo de 2014, por exemplo, a presidente afastada Dilma Rousseff (PT) foi vítima de vaias e xingamentos. A prática se repetiu também na Copa das Confederações de 2013. Até mesmo o ex-presidente Lula (PT), com altos índices de popularidade à época dos Jogos Panamericanos de 2007, foi vaiado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.