Número de mortes confirmadas em terremoto no Nepal sobe para 7,9 mil

Entre as vítimas estão 70 cidadãos estrangeiros. Tragédia também destruiu mais de 200 mil casas e 10 mil edifícios públicos

Homem de 101 anos foi resgatado recentemente no Nepal | Foto: Narendra Shrestha/EPA/Agência Lusa

Homem de 101 anos foi resgatado recentemente no Nepal | Foto: Narendra Shrestha/EPA/Agência Lusa

O Ministério do Interior do Nepal elevou neste sábado (9/5) para 7.904 o número oficial de mortes causadas pelo terremoto do dia 25 de abril, o mais grave do país em mais de 80 anos e que também deixou cerca de 15 mil feridos.

De acordo com as autoridades nepalesas, entre as vítimas estão 70 cidadãos estrangeiros. O terremoto também destruiu mais de 200 mil casas e 10 mil edifícios públicos. O número de mortes computadas ainda deve aumentar, pois equipes de resgate estão acessando regiões mais remotas do Nepal. O terremoto também causou mais de 100 mortes na Índia e na China.

Cerca de 130 mil militares nepaleses, com o apoio de mais de 100 equipes de trabalhadores humanitários estrangeiros, participam de uma operação para levar ajuda aos sobreviventes do terremoto. O governo do país tem recebido críticas pelo atraso da entrega de ajuda, mas afirma que a situação está sob controle.

Segundo levantamento do Itamaraty, 277 brasileiros estavam no Nepal no momento em que aconteceu o terremoto, sendo 27 deles residentes no país. O Ministério das Relações Exteriores informou que apenas dois brasileiros permanecem sem comunicação, mas não há nenhum brasileiro entre as vítimas mortais da tragédia e somente dois nacionais tiveram ferimentos leves devido ao tremor.

Deixe um comentário