Nova versão de “Cinquenta Tons de Cinza” é roubado 9 dias antes de ser publicado

Narrativa é sob perspectiva do galã Grey. Livro segue tendência da autora da saga Crepúsculo, que parou de escrever obra sob visão do vampiro Edward após divulgação de rascunho

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Péssima notícia para os fãs da trilogia “Cinquenta Tons de Cinza”. O novo livro de E.L.James, “Grey”, que fala da história de Anastasia Steele e Christian Grey sobre a perspectiva do galã, foi roubado na última terça-feira (9). Fato ocorreu nove dias antes da publicação da obra, que estava marcada para o próximo dia 18.

Conforme jornal “Mirror”, a polícia investiga com o temor de que o livro possa ser vendido no mercado negro. Representantes da editora, Penguin Random House — de onde o livro foi roubado — não quiseram comentar o caso.

A história de E.L.James segue à risca a de Stephenie Meyer, autora da saga de “Crepúsculo”, que ao fim dos quatro livros também iniciou produção de uma obra sob a perspectiva do mocinho, o vampiro Edward Cullen. Entretanto, parte do rascunho do “Sol da meia-noite” foi roubado e vazou na Internet. Meyer, então, parou de escrevê-lo.

Os livros da criadora de “Cinquenta Tons de Cinza” se tornaram um grande sucesso, tendo sido transformado em filme. O longa do primeiro livro foi lançado em fevereiro deste ano. No Brasil foi o filme mais visto nos primeiros meses de 2015.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.