No dia do irmão, veja personagens do cinema que são inseparáveis

5 de setembro é dia de comemorar aquele velho amor fraternal; é dia de se alegrar com a existência daquela pessoa que consegue te irritar melhor do que ninguém. Ah, irmãos! Relação de amor, ódio e muito companheirismo.

Neste sábado (5/9), vale relembrar as lutas no chão da sala enquanto alguém sempre diz “isso não vai acabar bem” (e nunca acaba, não é mesmo?); as brigas para ver quem é o power ranger vermelho e quem é o monstro; as roupas emprestadas sem a sua permissão; os chocolates roubados; os dias que não pôde sair para cuidar do irmão mais novo; as brigas pelo controle remoto e por aí vai.

São tão diversas as relações entre irmãos. Uns são inseparáveis, outros não se suportam e alguns só se aguentam. De qualquer forma, o Jornal Opção Online revolveu lembrar de alguns irmãos do cinema que estão sempre juntos e que, convenhamos, não seriam ninguém sozinhos. Confira:

[ATENÇÃO: o conteúdo possui alguns spoilers]

1. Irmãos Gecko

irmãos gecko

Foto: filme/ divulgação

O filme “Um Drink no Inferno” foi dirigido por Quentin Tarantino e Robert Rodriguez (de Sin City e Planeta Terror) e nos apresenta os irmãos Seth (George Clooney) e Richard Gecko (Tarantino), unidos até no crime. Eles estão sendo procurados pela polícia, matam o xerife Earl McGraw (inclusive, o mesmo xerife de Kill Bill) em um posto de gasolina logo no início do filme e continuam fugindo.

Na estrada, os dois sequestram um ex-pastor e seu casal de filhos, com o intuito de atravessarem a fronteira do México. Depois disso, vão para uma casa noturna, “Titty Twister”, que abre ao pôr do sol e fecha ao amanhecer. O motivo a gente descobre um pouco mais tarde, quando as dançarinas mostram as presas e aí começa um verdadeiro festival de sangue — bem no estilo dos diretores mesmo — que só termina ao nascer do sol.

2. Irmãos Winchesters

Foto: divulgação/ série

Foto: divulgação/ série

Entre anjos e demônio, fantasmas, monstros e outras criaturas, os irmãos Winchesters se completam e não suportam a ideia de ficarem separados. Não haveria “Supernatural” sem os irmãos Dean e Sam unidos, na vida e na morte (sempre superada, de uma forma ou de outra, na série).

3. Irmãos Pevensie

Foto: divulgação/ filme

Foto: divulgação/ filme

A série cinematográfica de Nárnia não conta a história da forma cronológica como é contada nos livros. O primeiro longa, “O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa” apresenta os irmãos Lúcia, Susana, Edmundo e Pedro Pevensie, que vivem na Inglaterra durante a 2ª Guerra Mundial. São levados pela mãe para ficarem por uns tempos em uma propriedade rural de um professor, onde descobrem um guarda-roupa que os leva para o mundo mágico de Nárnia.

O problema principal do vínculo é relacionado a Edmundo. Entretanto, no decorrer da história o jovem muda de postura e auxilia os irmãos a libertar Nárnia das mãos da Feiticeira Branca.

4. Irmãos Baudelaire

Foto: divulgação/ filme

Foto: divulgação/ filme

Klaus, Violet e Sunny Baudelaire são três irmãos que recebem a notícia de que seus pais morreram em um incêndio em sua casa. Menores de idade, eles têm que ficar sob os cuidados de um tutor até completarem idade o suficiente para herdar a fortuna deixada pelos pais. É aí que começa “Desventuras em Série”: quando o conde Olaf, um parente distante, faz de tudo para ter a tutela dos irmãos com o intuito de colocar as mãos na fortuna.

5. Gêmeos Weasley

Foto: divulgação/ filme

Foto: divulgação/ filme

Os irmãos inseparáveis da série Harry Potter são separados no fim da história. Criativos e super divertidos, Fred e Jorge Weasley se completavam. Saíram de Hogwarts antes de concluir (depois de não aguentarem mais a diretora Dolores Umbridge) os estudos e abriram uma loja de doces e outros artigos no Beco Diagonal. Lutaram bravamente no fim do último filme, mas foram separados. Ninguém sabe como Jorge conseguiu sobreviver depois de perder o irmão…

6. Francisco e Thomás

Foto: divulgação/ filme

Foto: divulgação/ filme

Esses irmãos do longa brasileiro “Do Começo ao Fim” são bem próximos. Próximos demais! Francisco (Lucas Cotrim) e Thomás (Gabriel Kaufmann) são filhos da mesma mãe, Júlia, interpretada por Julia Lemmertz, mas possuem pais diferentes. Os dois estão sempre juntos, desde pequenos, e a medida que crescem a relação se aprofunda ainda mais e se torna um tanto íntima.

Deixe um comentário