Naldo Benny é condenado à prisão por agredir Moranguinho

Decisão da Justiça concedeu benefício da suspensão condicional e cantor não precisará cumprir a pena

O cantor Naldo Benny, de 39 anos, foi condenado a quatro meses de prisão por ter agredido e ameaçado a esposa Ellen Cardoso, a Mulher Moranguinho, em dezembro de 2017.

A juíza Ana Paula Melduque Migeis Laviola de Freitas, do 3º Juizado de Violência Doméstica de Jacareparguá, no Rio de Janeiro, entendeu que o relato de Moranguinho estava “de acordo com a prova pericial e de acordo com a confissão do réu, que se mostrou arrependido”, diz a sentença.

Naldo Benny, porém, não vai cumprir a pena, uma vez que foi condenado com direito à suspensão da condicional da pena por dois anos. Esse benefício consta no artigo 77 do Código Penal e é concedido a pessoas condenadas a menos de dois anos de detenção e que não sejam reincidentes.

Com isso, o cantor deve comparecer mensalmente em juízo para informar e justificar as atividades, não deixar o Rio de Janeiro por mais de 30 dias sem prévia autorização e participar das reuniões de grupo reflexivo para homens em situação de violência doméstica contra a mulher. Em caso de descumprimento, ele fica obrigado a cumprir a pena.

Deixe um comentário