“Mudança na Guarda vai transformar Goiânia em um circo de horrores”, alerta vereador

Guarda civil, Romário Policarpo diz que Iris não sabe o que fala e proposta vai aumentar insegurança na cidade

GCM Romário Policarpo | foto: Alberto Maia

O vereador e guarda civil metropolitano Romário Policarpo (PTC) criticou duramente, em entrevista ao Jornal Opção, a mais nova declaração do prefeito de Goiânia, Iris Rezende (PMDB), de que irá reduzir as funções e retirar prerrogativas da Guarda Civil Metropolitana.

Segundo a “proposta” do peemedebista, os agentes não mais farão patrulhamento preventivo, nem tampouco atuarão no âmbito da segurança pública, restringindo a atividade à apenas “vigilância dos prédios públicos”. Ou seja, em vez de se movimentarem por toda a cidade, ficarão parados em praças, órgãos da administração municipal e parques.

Tal decisão, explica o parlamentar, vai de encontro a todo avanço para a categoria conquistado em diversos Estados do Brasil.

“Nós já estamos atrasados. Paulínea e São Caetano, em São Paulo, a segurança pública é toda feita na prevenção. O prefeito da capital paulista, João Doria, comprou quatro drones de última geração e colocou na mão da Guarda Civil para monitorar a cidade de cima. Já o prefeito de Goiânia não entende sequer a diferença de prevenção e ostensividade. Governa a cidade como o fez na década passada. É lamentável”, argumentou.

Além disso, Policarpo destaca que a proposta da gestão Iris é inconstitucional, completamente inviável e contribuiria para um aumento sensível da criminalidade.

Isso porque, atualmente, os agentes monitoram mais de 1 mil postos de serviço em todas as regiões da capital goiana a cada dia, seja por meio de videomonitoramento ou patrulhamento. Com a mudança, o número cairia para assustadores 31.

“É matemática básica: o efetivo total é de 1,5 mil guardas civis. Se descontarmos 30% que está de férias ou de licença, teremos 1 mil ‘na ativa’. Considerando que são quatro turnos [trabalham em escala de 12 horas em serviço e 36 de folga], teríamos 250 por dia. Como a lei não permite que fique menos de dois em um mesmo local, cada posto ocuparia oito guardas. Isso significa apenas 31 cobertos”, explicou.

A desculpa do prefeito é que a Guarda Civil estaria “em desvio de função”, realizando o trabalho que seria da Polícia Militar, deixando de cumprir com o preceito básico da corporação: cuidar do patrimônio público. “É de uma desinformação impressionante. A Guarda nunca deixou de cuidar da cidade, mas o faz de uma forma moderna, por meio de câmeras e patrulhamento nos bairros”, completou.

Criminalidade

Romário Policarpo faz um alerta à nova investida do prefeito contra a Guarda Civil Metropolitana: deixar agentes parados nos postos durante um longo período, como uma praça ou parque por exemplo, os colocará em situação de alta vulnerabilidade.

“As estatísticas comprovam que hoje há um alto índice de violência contra vigilantes particulares, O motivo é simples: ficam desguarnecidos e portando armas de fogo. Em Aparecida de Goiânia, bandidos chegarem em um hospital particular com metralhadoras para roubar a arma de um vigilante”, contou.

Para o parlamentar, caso a decisão de Iris prospere — o que ele particularmente não acredita, pois o comando da GCM sabe que é inviável –, Goiânia se transformará em um “circo de horrores”.

9 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
10 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Silva

Lugar de GCM é vigiando prédio público municipal sim… no máximo uma praça ou parque. .. Patrulhamento não é da alçada de GCM

junior godoi

eu acho que bandido tem pra todos e ainda sobra, agora ficar perciguindo os GCMS e uma grande burrice,na minha opiniao a pm que e uma corporaçao centenaria e exemplar,nao pode ficar com ciumes ,porque a GCM esta crecendo,e vc silva para mim nao entende nada de segurança publica.

Edimilson

Procure entender mais sobre constituição e veja o artigo 1º da lei 13.022/14…

Silva

Parabéns ao prefeito!

Rivaldo

Mostra como esta atrasado…..não evolui.o governo federal ajuda na educação…o estadual também e municipal também.e estar horrível.agora tira Guardas civis metropolitanos da rua…..que só vejo eles protegendo o município…..no meu bairro só vejo viatura dos guardas metropolitanos.absurdo……..a segurança já esta horrível…..imagina sem eles.estamos século 21.

Diego

Eu fui assaltado em casa e levaram meu carro.em outro dia um Guarda civil me ligou que tinha encontrado carro.super educados.eu me sinto mais seguro no meu bairro.tem escolas e prédios e praças eles passam aqui e no caminho das ruas eles estão mostrando segurança para população.socorro!!!!!

Maria

Porque quando a população pedi mais segurança.vem essa noticia horrível.imagina agora.só via eles nas ruas e agora?

Roseane

Nos da periferia tinha ainda um pouco de sensação de segurança de vê eles passando aqui e sempre .ai meu Deus!

Marlucia

Estamos gritando por socorro de tanto bandidos nas ruas e ainda viver pra vê, tira dos bairros policiais azul que ajudam em combater os bandidos.só pessoas que não evoluiu no tempo.estamos é lascados.só pobre que se lasca.

Eusa

Espero que nosso prefeito de mutirao não faça essa loucura ,nos mais pobre é que vamos sentir falta dos guardas.só eles passam no meu bairro.me sinto mais segura.

Fabio

Lugar de aumentar faz é. Tira.eu quero segurança não importa se e federal…estadual ou municipal.