MPF arquiva processo da PGR contra estudantes que espalharam outdoors e painéis com repúdio ao Governo Bolsonaro

A disputa em relação aos protestos, em forma de outdoors e painéis espalhados por Goiânia, teve início ainda em maio deste ano, quando a UEE instalou um outdoor com os dizeres: “Bolsonaro Genocida”

Thaís Falone, presidente da União Estadual dos Estudantes de Goiás (UEE-GO) | Foto: reprodução

A presidente da União Estadual dos Estudantes de Goiás (UEE-GO), Thaís Falone, comemorou a decisão do Ministério Público Federal de Goiás (MPF-GO), na última terça-feira, 11, que arquiva o processo da Procuradoria Geral da República (PGR) contra ato de repúdio ao Governo Bolsonaro realizado por estudantes.

A entidade recebeu apoio da Universidade Federal de Goiás (UFG) contra a ação e também do advogado Bruno Pena, que se propôs a cuidar do caso gratuitamente. Hoje, Thaís comemora a decisão e reforça: “Entendemos que isso foi uma vitória, inclusive do nosso campo que trabalha de fato em frente ampla. Essa decisão foi completa, inclusive fala das nossas prestações de contas que não houve nenhuma irregularidade. É uma vitória de todos os estudantes e de toda a sociedade”, comemora. “Nos sentimos felizes por construir uma identidade forte para a UEE e com apoio tanto dos estudantes quanto da sociedade”, finalizou.

A disputa em relação aos protestos em forma de outdoors e painéis espalhados por Goiânia começou ainda em maio deste ano, quando a UEE instalou a placa com os dizeres: “Bolsonaro Genocida”. Em menos de 24 horas o painel foi depredado por apoiadores do Governo. No caso do painel exposto na frente da UEE-GO, a ação movida é contra a UFG, porque o prédio da entidade está em nome da instituição.

Na época, Thaís disse que muitos contribuíram para que mais outdoors fossem colocados em Goiás. Assim, com uma vaquinha própria, a UEE conseguiu R$10 mil, o que custeou os 13 outdoors instalados em Goiânia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.