O motorista que dirigia o carro durante o acidente que matou o cantor Cristiano Araújo e a namorada dele, Allana Morais, Ronaldo Miranda Ribeiro, foi solto na tarde desta terça-feira, 31, depois de passar a noite preso na Central de Triagem do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. De acordo com a Diretoria-geral de Administração Penitenciária (DGAP), o motivo é que Ronaldo conseguiu um alvará de soltura menos de 24 horas após sua prisão.

O motorista de 49 anos tinha sido preso na noite desta segunda-feira, 30, em Aparecida de Goiânia pela equipe do 41º Batalhão da Polícia Militar (PM). De acordo com a PM, ele estaria foragido do sistema prisional.

Ronaldo Miranda foi condenado a dois anos e sete meses de prisão por homicídio culposo / Foto: PM

Ronaldo foi condenado pela morte do cantor Cristiano e da namorada por homicídio culposo, que é quando não há a intenção de matar. Era ele quem dirigia o carro do cantor na madrugada do dia 24 de junho 2015, quando eles retornavam para Goiânia depois de um show em Itumbiara, na BR-153.

A condenação de dois anos e sete meses de prisão, em regime aberto, foi justificada pelo desembargador Itaney Francisco Campos porque o motorista dirigia de forma “imprudente, negligente e imperita”, acima da velocidade permitida na via, a 179 km/h.