Mortes em rodovias federais de Goiás cai 12,5% em um ano

Foram 217 registros em 2017 contra 248 no ano anterior. Também houve redução de 16% no número de acidentes

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou na manhã desta sexta-feira (5/1) o balanço comparativo dos números de ocorrências nas rodovias goianas entre 2017 e 2016. De acordo com o levantamento, o número de mortes caiu 12,5% no último ano .

Foram 217 registros no ano passado, contra 248 no período anterior. Da mesma forma, houve redução no número de acidentes, que passaram de 3.511 para 2.944 (-16%), e de feridos, de 3.134 para 2.923 (-7%).

“Nós ainda não estamos satisfeitos. Ainda consideramos bem elevados os números de pessoas mortas e feridas”, pontua o inspetor Newton Morais.

De acordo com a corporação, apesar do contingenciamento de gastos imposto à PRF-GO, houve aumento significativo no número de autuações — 57%. Prisões, pelos mais diversos motivos, subiram 42%. Os resultados, segundo a PRF, estão relacionados ao aumento na fiscalização.

Continuam entre os principais motivos para aplicação de multas: embriaguez ao volante (1.878 casos em 2017, contra 1.756 em 2016); desrespeito aos limites de velocidade (118.669 em 2017, contra 124.774 em 2016); falta do cinto de segurança (15.230 em 2017, contra 23.796 em 2016) e ultrapassagem proibida (9.672 em 2017, contra 11.895 em 2016). As punições variam entre 3 e 7 pontos na carteira de habilitação.

No período, o público que é assistido por campanhas educativas em escolas, rodovias e empresas de transporte também aumentou. Foram 55 mil em 2016 e 89 mil em 2017.

Confira os dados:

Ano 2016

Acidentes – 3.511
Feridos – 3.134
Mortes – 248

Atuações – 148.915
Cinto – 23.796
Ultrapassagem – 11.895
Alcoolemia – 1.756
Radar – 124.774
Prisões – 1.153
Educação de trânsito – 55.000

Ano 2017

Acidentes – 2.944
Feridos – 2.923
Mortes – 217

Atuações – 234.304
Cinto – 15.230
Ultrapassagem – 9.672
Alcoolemia – 1.878
Radar – 118.669
Prisões – 1.637
Educação de trânsito – 86.000

Deixe um comentário