Secretaria Municipal de Mobilidade avalia que houve uma redução de cerca de 20% na quantidade de veículos que circulavam por algumas vias da capital goiana 

Pode não parecer, mas a circulação de veículos caiu 20% em algumas das chamadas “vias arteriais” de Goiânia. A estatística de fluxo elaborada pela Secretaria Municipal de Mobilidade (SMM) a mostra que as medidas restritivas acabaram fazendo com que os goianos circulassem menos pela cidade após a validação das restrições, em comparação com os dias em que o decreto ainda não tinha entrado em vigor. 

O cruzamento entre as avenidas T-63 e a T-15, na altura dos setores Bueno, Oeste e Leste, apresentou uma redução de cerca de 15,4% no tráfego de veículos na segunda semana de restrições, quando comparada à última semana de fevereiro, data em que o decreto ainda não estava valendo.

Já no ponto de encontro da Avenida 85 com a Alameda Coronel Joaquim Bastos, no setor Marista, a redução no fluxo de veículos foi de mais de 20% quando comparados os dias 23 de fevereiro, quando as medidas restritivas ainda não estavam valendo, e 09 de março, quando o decreto de restrição já estava em vigor.

No cruzamento entre as avenidas 85 e T-11, quando feita a comparação entre os mesmos dias citados anteriormente, a queda foi de 16,5% na quantidade de veículos que circulavam pelo local, denotando o fato de que o trânsito da capital está menos congestionado graças ao decreto de restrição de atividades.

Isolamento social

Segundo dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES), os índices de isolamento social em todo o estado fecharam o dia 14/03 em cerca de 47%. Essa taxa é 12,1% maior do que os números obtidos na mesma data no ano passado.