Médico Áureo Ludovico de Paula é absolvido pelo STF

Com processo desde 2010, médico prometia curar a diabetes com cirurgias de redução de estômago

O médico goiano Áureo Ludovico de Paula foi absolvido pelo Supremo Tribunal Federal. Com a promessa de curar a diabetes, chegando a realizar cirurgias de redução de estômago com um técnica criada por ele e intitulado “interposição ileal”. O processo se arrasta desde 2010, quando Ministério Público Federal em Goiás (MPF-GO) protocolou ação civil pública em desfavor do cirurgião, afirmando que o procedimento era experimental e não poderia ser aplicado aos pacientes.

Sendo um procedimento considerado experimental pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), o STF baseou-se em exames técnicos que declaram a não experimentalidade da cirurgia. Isto porque, em 2009, o procedimento havia sido realizado com sucesso pelo apresentador Faustão em 2009; pelo ex-jogador Romário em 2017 e também pelo ex-senador Démostenes Torres.

Desta forma, contra o profissional foi proposta ação civil publica, para discutir a regularidade do uso da técnica “gastrectomia vertical associada à interposição ileal para o tratamento de diabetes tipo 2”. Para as entidades, a cirurgia ainda não teria aprovação que permitisse a realização com segurança. A técnica do médico trouxe 100% de controle glicêmico, e 75% dos pacientes que fizeram tiveram remissão total da diabetes tipo 2, dispensando medicação.

Em 2018, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) havia inocentado o cirurgião Áureo Ludovico de Paula. A absolvição foi em primeiro e segundo graus, porém, recursos levaram o caso ao STF. O relator da ação foi o ministro Luís Roberto Barroso. Para ele, o exame técnico produzido nos autos, os peritos, membros da Câmara Técnica sobre Cirurgia Bariátrica e Síndrome Metabólica do CFM, concluíram que o procedimento é seguro e eficiente tanto para o tratamento de obesidade mórbida, quanto de diabetes tipo 2.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.