Mário Frias contrata empresa sem funcionários e com sede em caixa postal

Contrato de R$3,36 milhões foi feito sem licitação. Dona da empresa recebeu auxílio emergencial por oito meses

Mario Frias, secretário especial de Cultura do Governo Federal — Foto: Roberto Castro/ Mtur

Uma empresa sem funcionários e com sede em uma caixa postal, dentro de escritório virtual foi contratada sem licitação pelo secretário especial de Cultura, Mário Frias. O valor do contrato foi de R$3,6 milhões. O objeto é conservação e manutenção do Centro Técnico Audiovisual (CTAv), edifício que fica na Zona Norte do Rio de Janeiro.

A Construtora Imperial Eireli, da Paraíba, foi aberta em 2019. Sua proprietária, Danielle Nunes de Araújo, foi beneficiária do programa de auxílio emergencial e recebeu o valor por oito meses seguidos.

O contrato foi assinado em novembro por dispensa de licitação. A informação foi divulgada pelo portal O Globo, que entrou em contato com a proprietária. Segundo informou a reportagem, Danielle se limitou a dizer que o contrato era para “demolir um prédio lá no Rio”.

A Cultura não respondeu à reportagem.

Com informações do portal O Globo.

Uma resposta para “Mário Frias contrata empresa sem funcionários e com sede em caixa postal”

  1. Avatar GIlson disse:

    Boa noite
    É um caso para ser apurado – com severidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.