Marconi vai ao BID em busca de U$ 70 mi para investimento em inovação tecnológica

No primeiro dia da missão comercial nos EUA, governador se reuniu com diretores do banco, em Washington, para tratar de investimento no programa Inova Goiás

marconi-reuniao-no-bid

Governador Marconi Perillo durante reunião com o BID

O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), iniciou nesta segunda-feira (26/9), a segunda etapa da missão comercial que realiza na América do Norte.

A primeira agenda nos Estados Unidos foi em Washington, na sede do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), onde se reuniu com diretores da empresa para aprofundar a discussão sobre empréstimo de 70 milhões de dólares para financiar ações do programa Inova Goiás.

O vice-presidente de países do BID, Alexandre Rosa, afirmou que o banco tem muito interesse em apoiar as ações do Inova Goiás, apresentadas por Marconi.

“Nós vemos o investimento na rede de inovação tecnológica, em particular no programa Inova Goiás, como uma forma eficiente de se estimular também a iniciativa privada. O desenvolvimento tecnológico apoia o incremento da produtividade e o desenvolvimento do setor produtivo local. Então é uma forma que consideramos eficiente e temos muito interesse em apoiar as ações desse programa”, afirmou.

Alexandre ressaltou que o Governo de Goiás já discute com o Tesouro Nacional há algum tempo a viabilização do empréstimo, e acredita que o governo federal deve aprová-lo. Conforme explicou Marconi, o investimento de 70 milhões de dólares no Inova Goiás contemplará os programas de Arranjos Produtivos Locais, dentro da chamada Rede de Inovação Tecnológica (Itegos), coordenada pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento (SED). O diretor-executivo pelo Brasil BID, Antônio Henrique Silveira, também participou da reunião.

O vice-presidente do BID informou que foi discutida, também, a possibilidade de o Banco apoiar projetos na área de educação e auxiliar o Estado a promover concessões e Parcerias Público-Privadas (PPPs). “É fundamental a interlocução entre Estado, academia e setor privado”, disse.

O governador e comitiva participaram, em seguida, de encontro na National Electrical Contractors Association, em Washington. Marconi apresentou a empresários o cenário energético do país e de Goiás. Depois, ele e a delegação goiana estiveram PhRMA (Pharmaceutical Research and Manufacturers of America). A empresa reúne as melhores companhias dos Estados Unidos de pesquisa e inovação na área Biofarmacêutica.

Acompanham o governador o secretário estadual de Saúde, Leonardo Vilela; o secretário de Assuntos Internacionais, Isanulfo Cordeiro; o presidente do Sindicato das Indústrias Farmacêuticas no Estado de Goiás (Sindifargo), Heribaldo Egídio; o presidente da Fieg, Pedro Alves; e o presidente do Sindicato da Indústria da Construção, Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica no Estado de Goiás (Sindicel), Célio Eustáquio de Moura.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.