Marconi Perillo se reúne com secretário do Tesouro Nacional para discutir empréstimos para Celg e dívida externa

O governador também se reuniu com o ministro das Cidades, secretários do órgão e diretores da CEF para tratar de projetos ligados a saneamento e mobilidade urbana

Foto: Lailson Damasio

Foto: Lailson Damasio

O governador Marconi Perillo (PSDB) se reuniu nesta quinta-feira (10/7) com o secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, na sede da secretaria em Brasília, a fim de discutir sobre a reestruturação da dívida externa do Estado de Goiás e sobre um empréstimo para estabilizar as condições da Celg. O secretário garantiu ao governador que está tomando as providências e que em breve serão anunciadas as bases das negociações. “A Celg é um assunto que nos preocupa desde o início do governo. Tenho vindo aqui permanentemente em busca de soluções definitivas, objetivando melhorar os serviços da companhia”, declarou.

Ainda na manhã desta quinta-feira (10), em Brasília, o governador se reuniu com o ministro das Cidades, Gilberto Occhi, secretários do órgão e diretores da Caixa Econômica Federal (CEF) para tratar de projetos ligados às áreas de saneamento e mobilidade urbana. Após o evento o governador sustentou que o ministro se comprometeu a fazer liberações de verba o mais rapidamente possível.

Quanto à mobilidade urbana, Marconi pediu recursos para realização do projeto do BRT, que pretende ligar Santa Maria, no Distrito Federal, a Luziânia, em Goiás. “Estamos recebendo recursos no valor de R$ 15 milhões para a realização do projeto básico. O ministro disse que assinará brevemente a portaria que autoriza a Caixa Econômica Federal a liberar os recursos”, confirmou o governador.

O tucano candidato à reeleição também solicitou recursos para garantir a construção do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) em Goiânia, a extensão do BRT (chamado de “Corredor Goiás Norte/Sul”) no Entorno do Distrito Federal (cerca de R$ 900 milhões) e recursos para a extensão do Eixo Anhanguera. Marconi pediu ao ministro a liberação de R$ 5 milhões para a realização de projetos que pretendem complementar as obras do VLT em Goiânia, como a construção de algumas partes subterrâneas, especialmente no centro da capital e no centro de Campinas. “Saio daqui com muita segurança de que vamos ser atendidos em nossos pleitos”, acrescentou o governador ao demonstrar confiança de que, para os projetos, os recursos sejam liberados ainda este mês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.