Marconi pede apoio da Força Nacional para reforçar combate à violência em Luziânia

Governador enviou solicitação ao ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, apontando aumento na criminalidade do município

Marconi em audiência com o ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes | Foto: Eduardo Ferreira

Para reforçar a atuação da Secretaria de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP) na região do Entorno do Distrito Federal, o governador Marconi Perillo (PSDB) solicitou, na última sexta-feira (3/1), ao ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes, apoio da Força Nacional de Segurança nas ações de combate à criminalidade em Luziânia.

No ofício número 160/2017, expedido pelo Gabinete da Governadoria, o goiano justifica que o suporte se faz necessário tendo em vista o aumento do número de furtos a residências, assaltos, homicídios com características brutais, bem como pelos recentes casos de ataques às instituições bancárias, que colocam a população em situação de risco constante.

Segundo o governo de Goiás, os índices de violência vêm caindo em todo o Estado — como mostrou levantamento divulgado também na sexta (5) –, mas, conforme os termos da solicitação enviada ao ministro Alexandre de Moraes, o município de Luziânia requer especial atenção em função da situação atípica de agravamento da criminalidade verificada.

O Ministério de Justiça e Cidadania colocou a Força Nacional de Segurança à disposição dos estados para suporte e complementação das políticas públicas de combate e prevenção à violência. A crise nacional na Segurança Pública se agravou neste início de ano por todo o País com a eclosão de rebeliões em presídios. Em Goiás, a situação do sistema penitenciário está dentro da normalidade.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.