Marconi e Iris retiram ações na Justiça e selam acordo de paz

Por iniciativa do governador, ele e o prefeito eleito de Goiânia desistiram de processos que moviam um contra o outro

Iris Rezende e Marconi Perillo durante encontro em 2016 | Foto: Humberto Silva

Iris Rezende e Marconi Perillo durante encontro em 2016 | Foto: Humberto Silva

O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), e o prefeito eleito de Goiânia, Iris Rezende (PMDB), decidiram retirar os processos na Justiça que moviam um contra o outro. O Termo de Desistência e Aceitação Mútuas de Ações Judiciais foi assinado pelos dois na última quarta-feira (14/12).

A proposta foi feita pelo tucano e detalha que ambos “ajustam e acordam exclusiva e mutuamente desistir das ações judiciais em curso, cíveis e criminais, que promovem entre si, tanto no polo ativo quanto no polo passivo, em todos os graus de jurisdição […] Aceitam a desistência mútua, a fim de que o ajuste ora entabulado possa ser homologado judicialmente e extintos sem julgamento de mérito os feitos da tramitação.”

As despesas processuais com as quatro ações (três indenizatórias e uma queixa-crime) ajuizadas no Foro da Comarca de Goiânia ficaram sob a responsabilidade de cada um. Os custos com advogados também serão pagos por eles mesmos.

Marconi e Iris têm um histórico de disputas eleitorais, sendo que a primeira delas foi em 1998, quando o tucano venceu, pela primeira vez, o governo de Goiás. Depois disso, derrotou o peemedebista em 2010 e 2014.

Esta será a segunda vez que eles terão que conviver administrativamente: em 2004, Iris foi eleito prefeito de Goiânia — cargo que ocupou até 2010. Marconi, até 2006, foi governador do estado. À época, os dois estiveram rompidos.

Segundo informa a gestão estadual, o atual chefe do Poder Executivo goiano é autor de três das quatro ações que são objetos do Termo de Desistência e Aceitação Mútuas de Ações Judiciais. A avaliação é que este é um gesto de grandeza política, que reforça o princípio republicano da parceria administrativa que Marconi pretende dar aos seus últimos dois anos à frente do Palácio Pedro Ludovico Teixeira

Desde novembro, quando iniciou a série de reuniões individuais com representantes dos municípios, o governador já se reuniu com 69 prefeitos. Até o fim do ano, ele se reunirá com os prefeitos dos 100 maiores municípios — incluindo o próprio Iris Rezende.

 

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.