Marcelo Odebrecht deixa sede da PF e volta para casa após menos de três anos preso

Segundo “Folha de S. Paulo”, empresário colocará tornozeleira eletrônica e seguirá, de jatinho particular, para sua casa em um condomínio de luxo 

Foto: reprodução/ PF

Após dois anos e meio preso, o empresário Marcelo Odebrecht deixou a Superintendência da Polícia Federal de Curitiba (PR), na manhã desta terça-feira (19/12), para poder cumprir prisão domiciliar.

Segundo informações de “Folha de S. Paulo”, ele colocará tornozeleira eletrônica e seguirá, de jatinho particular, para sua casa em um condomínio de luxo na capital paulista.

No novo regime, o empresário terá direito a duas saídas e poderá receber visitas de 15 pessoas, previstas em uma lista previamente enviada para a Justiça.

Preso na Operação Lava Jato desde 2015, Marcelo Odebrecht decidiu delatar o esquema de corrupção em campanhas políticas após ser condenado a 19 anos e quatro meses de prisão em uma das ações a que responde na 13ª Vara Federal em Curitiba, comandada pelo juiz Sérgio Moro. A empreiteira foi uma das maiores doadoras para campanhas eleitorais.

Após o cumprimento da pena domiciliar, “Folha” informa que ele passará para o regime semi-aberto, com recolhimento domiciliar noturno e nos fins de semana e feriados. Em dezembro de 2022, poderá pleitear regime aberto.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.