Manoel Xavier: “Papel do Detran-GO é atuar como educador e indutor da segurança no trânsito”

Presidente garante que autarquia tem desenvolvido ações de educação, prevenção, fiscalização e socorro às vítimas e pede apoio da sociedade 

manoel-xavier-foto-fernando-leite

Manoel Xavier | Foto: Fernando Leite/ Jornal Opção

Sob a coordenação do presidente Manoel Xavier Ferreira Filho, o Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO) vem desenvolvendo neste ano um trabalho sistemático visando a mudança de comportamento e a conscientização do cidadão sobre seu papel na garantia de trânsito mais seguro. Nesse sentido, estão sendo desenvolvidas ações seguindo o tripé: educação, engenharia de tráfego e fiscalização.

Consenso entre os estudiosos da área, garantir a segurança no trânsito é o principal fator para a conquista de resultados positivos. Diante desse contexto, o Detran-GO passou a atuar com foco na educação tanto de condutores, quanto de pedestres.

Em Goiás, são desenvolvidas campanhas sazonais como Maio Amarelo, Semana Nacional de Trânsito, Férias, além de ações contínuas e ininterruptas, como Detranzinho (pioneiro no país), Palestra nas Escolas e Balada Responsável Educativa.

“O Detran vem cumprindo seu papel de desenvolver políticas públicas voltadas para a mudança de comportamento no trânsito. Temos investido na melhoria da formação dos condutores com a adoção de tecnologias que possibilitem a fiscalização e a aplicação de todo o conteúdo previsto na legislação de trânsito e padronização das pistas de prova”, explica Manoel Xavier.

Na área de engenharia de tráfego, é destaque no estado o programa Goiás Sinalizado, que leva sinalização horizontal e vertical aos municípios goianos. Vale ressaltar que, pela legislação, a sinalização é competência das prefeituras. Porém, ciente das dificuldades das prefeituras e sensível às necessidades da população, o Governo de Goiás desenvolveu esse programa inédito no país.

“O condutor melhor preparado, certamente, contribuirá para a construção de um trânsito mais humano. Precisamos disso, de humanizar o relacionamento nas vias. Não dá mais para tratar as mortes no trânsito como simples estatísticas. São vidas que estão sendo destruídas pela imprudência pelo desrespeito às leis de trânsito”, ressalta.

De acordo com Manoel Xavier, o condutor conhece as regras de circulação, de direção defensiva, mas, às vezes, ignora porque está apressado ou estressado. Por isso também é fundamental ações que fiscalizem os deslizes dos cidadãos. Em Goiás, são referências a fiscalização do transporte escolar público, o projeto Balada Responsável, assim como bloqueios e fiscalização de permissionários para verificar o cumprimento da legislação de trânsito.

“O Detran e o governo de Goiás não têm medido esforços para promover a segurança no trânsito, atuando em várias frentes como educação, prevenção, fiscalização e socorro às vítimas. Esperamos contar com apoio da sociedade no sentido de respeitar as leis de trânsito e respeitar a vida. Temos que ter mais atenção pela vida”, arremata.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Carlos Spindula

Louváveis as iniciativas mencionadas, porém a meu ver o mais importante é usar a Policia Militar para efetivamente policiar o trânsito e não deixar para a AMT, pois seus agentes não tem poder de polícia ! A PM tem que patrulhar o trânsito, parando e multando quem fizer algo errado, dando bronca se necessário, com educação e firmeza. A sociedade deve respeitar a polícia e a mesma deve fazer o mesmo com os cidadãos. A preocupação das autoridades deve ser aumentar a fluidez do tráfego e não apenas lavar as mãos e por pardais para multar. Isso não é “fazer… Leia mais