Manifestantes queimam bonecos de Cunha e Levy em Goiânia

Grupo protesta contra as pautas conservadoras do presidente da Câmara e contra a política de cortes e ajustes fiscais do governo federal

frente do povo sem medo

Foto: Rogério Cunha

Na manhã deste domingo (8/11), Goiânia foi palco de uma mobilização que ocorre em nove cidades brasileiras — a Frente do Povo Sem Medo. Na capital goiana, a manifestação ocorreu cedo, às 8 horas. O grupo protesta contra os cortes do governo em todas as áreas, como nas cortes nas universidades.

A concentração da Frente foi no Instituto Federal de Goiás (IFG), e o movimento seguiu até a feira Hippie. Em frente ao Itaú, próximo à feira, os manifestantes queimaram os bonecos que carregaram durante a passeata do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), e do ministro da Fazenda, Joaquim Levy. A organização estima que participaram da manifestação cerca de 200 pessoas.

frente do povo sem medoA Frente é liderada nacionalmente por Guilherme Boulos, coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST). O líder regional, Rogério Cunha, explicou que o movimento foi lançado no dia 8 de outubro, em São Paulo, e que este é o primeiro ato nacional.

A Frente é constituída por outros diversos movimentos, além do MTST, e não possui participação de partidos políticos, segundo Cunha. “A gente não defende o governo e nem pede a saída dele. Defendemos o povo, os recursos que estão sendo retirados”, disse.

De acordo com Rogério, a escolha do boneco de Levy, e não da própria chefe do governo, a presidente Dilma Rousseff (PT), é devido ao fato do movimento não querer se posicionar a favor ou contra o governo. “Cunha representa as pautas conservadoras e o Levy representa a política de cortes e ajustes fiscais. A gente não quer que as pessoas achem que somos de algum partido, que somos a favor do Aécio [Neves] ou que estamos fazendo oposição a ninguém”, afirmou.

O movimento também ocorreu em Uberlândia, Curitiba, Brasília, Belo Horizonte, São Paulo, Recife e até o fim do dia ocorrerá no Rio de Janeiro e em Fortaleza.

Uma resposta para “Manifestantes queimam bonecos de Cunha e Levy em Goiânia”

  1. Avatar Epaminondas disse:

    “Povo sem medo”, mas queimam bonecos de pano. Se não tivessem medo mesmo, iriam lá em Brasília queimar os verdadeiros.

    Acho engraçado este povo que protesta não contra o Governo, mas protesta porque o Governo não os apoia.

    Um lote para capinar, ninguém quer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.