Manifestação em Goiânia pede impeachment de Dilma e fim do Foro de São Paulo

Durante a passeata, ovos foram arremessados de apartamentos

Este slideshow necessita de JavaScript.

Um movimento pedindo pela saída da presidente reeleita Dilma Rousseff (PT), neste sábado, 15 de novembro, reuniu diversas pessoas em várias capitais do Brasil. Em Goiânia, no feriado, não foi diferente. Um grupo, que segundo a Polícia Militar não passa de 300 pessoas, se reuniu no Parque Vaca Brava, Setor Bueno, e gritaram pedindo pelo impeachment da presidente, fim do Partidos dos Trabalhadores, fim do Foro de São Paulo, entre outras reivindicações.

A manifestação foi organizada por aproximadamente 30 pessoas que se conheceram no último protesto contra a presidente, no dia 1º deste mês, na Praça Cívica. Desde então, realizaram cerca de três reuniões a fim de organizar a manifestação deste sábado, com faixas, carro de som e camisetas com as escritas “Movimento Brasil Livre-GO” — grupo contra o PT que se diz apartidário.

O doutor em Economia pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) do Rio de Janeiro, Murilo Resende, foi escolhido como o porta-voz do movimento em Goiás. Ele diz que o foco de luta, além da saída da presidente Dilma do poder, é o fim do Foro de São Paulo, que se constituiu em 1990 após uma reunião na capital paulista. O convite veio do PT, que chamou outros partidos da América Latina e Caribe para debater as consequências da implantação de políticas neoliberais pela maioria dos governos da região. Atualmente, o Foro diz que o principal objetivo é buscar um modelo alternativo de desenvolvimento com justiça social.

“Queremos despertar a consciência da população, principalmente no que se refere ao Foro de São Paulo, que pretende recuperar na América Latina o que foi perdido no Leste europeu – o socialismo”, disse Murilo. De acordo com o economista, não haverá o anúncio de comunismo, mas o Foro vai seguir até alinhar o governo brasileiro aos outros governos da América Latina. “Mesmo se falando mais disso hoje, há uma tentativa de esconder. O Brasil lidera esse processo, sendo que foi o Lula que o iniciou. Quem está governando o Brasil é o Foro de São Paulo”, afirmou.

Em seu discurso, Murilo falou que “os petistas odeiam o Brasil”. “O que faríamos se passasse alguém com uma camiseta com o símbolo nazista aqui? A gente ia denunciar”, bradou.

O grupo ficou por cerca de um hora em um espaço do parque, fez uma oração cristã e em seguida uma caminhada subindo a avenida T-5, avenida T-63, descendo a Rua C-237, em frente à Praça Nova Suíça, para em seguida retornar ao Parque Vaca Brava. A Polícia Militar acompanhou a movimentação. Enquanto subiam a avenida T-5, algumas pessoas dos prédios vizinhos mostraram apoio balançando bandeiras do Brasil, outras jogaram ovos nos manifestantes. “Aqui tem trabalhador. Não façam isso. Estamos exercendo nosso direito de livre expressão”, disse um dos organizadores, em cima do carro de som.

Veja o vídeo do momento da oração:

4
Deixe um comentário

3 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors
Antonio Alves

Pode até ser que aí tem trabalhador, mas os idealizadores são pessoas que tem sede de poder. E o que querem é tomar conta do país para fazer o mesmo que os detentores de poder fazem hoje.

Sueli

Você não está enxergando a situação do seu país???? Não está vendo que tem uma quadrilha no poder e que está instaurando a ditadura comunista aqui? As coisas estão bem pra você? Os preços de tudo lhe agrada, cabe no seu bolso?

Patrik Barbosa De Oliveira

sou a favor do

impeachment de Dilma ela roubou as Eleicões

Afnunes

Por muito menos do que isso o Collor foi tirado da presidência! E aí, como ficamos agora?????