Mais de 25 mil goianos pediram bloqueio telefônico para o “não me perturbe”

Em relação ao número do total de pedidos, Goiás teve 3,65% das solicitações

Telefonema | Foto: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas

Na tentativa de barrar as ligações incômodas, 25.988 goianos solicitaram, entre janeiro e julho deste ano, o bloqueio o bloqueio telefônico por meio da plataforma “Não me Perturbe” para não receber ofertas de crédito consignado. Em relação ao número do total de pedidos, Goiás teve 3,65% das solicitações.

No Brasil todo foram mais de 712 mil pessoas que solicitaram este tipo de bloqueio tefônico. A maior quantidade de pedidos foi realizada por moradores dos estados de Estado de São Paulo (30,8%), Rio de Janeiro (13%) e Minas Gerais (11%). Os números são da Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

É importante salientar que esses estados com mais pedidos de bloqueio são os com mais clientes. Assim, os dados (tabela abaixo) não querem dizer, por exemplo, que o serviço oferecido em São Paulo é pior do que o oferecido em Roraima.

A ferramenta é fruto de parceria entre Febraban e a Associação Brasileira de Bancos (ABBC) para dar mais transparência à oferta de crédito consignado e combater o assédio comercial.

Com o acesso à ferramento, os clientes podem proibir instituições financeiras e correspondentes bancários de entrarem em contato com eles para oferecer crédito consignado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.