Lula diz que PT sofreu agressões de Aécio e que oposição chegou a pedir o fim do partido

Durante um depoimento divulgado na internet, o ex-presidente se posicionou sobre críticas que o Bolsa Família recebeu durante a corrida eleitoral

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) publicou um vídeo nesta quarta-feira (29/10) sobre as eleições presidenciais encerradas no último domingo (26). Na gravação, ele afirma que o PT sofreu várias agressões do candidato pelo PSDB, Aécio Neves, e que a oposição chegou a pedir o fim do partido.

Durante o depoimento divulgado na internet, Lula se posicionou sobre críticas que o Bolsa Família recebeu durante toda a corrida eleitoral. “Se trabalhou tanto contra o Bolsa Família durante as eleições, mas imagine o Brasil sem o auxílio do programa”, disse. Ele também afirmou que, durante o governo petista, a miséria absoluta foi extinta.

“Eu acho que há um equívoco das pessoas que se opõe às políticas sociais. As pessoas deveriam agradecer a Deus por isso, pois transformaram pessoas em cidadãos”, declarou. O foco do vídeo estava num suposto preconceito, citado por Lula, das classes altas do país contra a classe média. Lula disse que uma prefeitura cuidando bem de uma favela geralmente incomoda estas pessoas.

Lula também disse que os discursos contra a classe média são no mínimo preconceituosos. “Felicidade ou a gente reparte ou a gente perde, pois é impossível viver feliz sozinho”, afirmou. Ele também fez um convite, ao final do discurso, para quem tem “preconceito” e que “acha que é o único com direito”. “Abre um pouco seu coração, sua cabeça e sua alma e dê uma chance por outros terem aquilo que você já tem”, concluiu.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.