Lívia Denise, que comandava um dos maiores abrigos de animais abandonados em Goiânia, morre de Covid-19

A cuidadora estava há mais de um mês internada com o coronavírus

Lívia Denise no abrigo que criou para resgatar animais abandonados ou vítimas de maus tratos.

Faleceu na manhã deste domingo, 15, Lívia Denise, voluntária que comandava a ONG do Abrigo dos Animais Refugados em Goiânia. Ela estava internada há mais de um mês com Covid-19, chegou a apresentar melhoras no quadro, mas nas últimas horas sofreu uma piora infecciosa causada por uma pneumonia e não resistiu.

Em nota, na página do Instagram, o grupo noticia a morte da cuidadora e ressalta que o trabalho de Lívia “uniu voluntários, clínicas veterinárias, seguidores e apoiadores numa rede do bem que manteve a Família Refugados viva”.

A ONG que sobrevive através de doações afirmou que não sabe ao certo o futuro do trabalho deles. “Hoje não sabemos bem o nos espera! Mas vamos estar aqui prontos pra fazer o melhor que pudermos”, disseram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.