Liminar confirma Dra. Cristina candidata e determina exclusão do PL da coligação com MDB

A decisão destaca ainda que, em caso de descumprimento, o PL incorrerá em crime de desobediência e suportará multa diária de R$30 mil

Pré-candidata a prefeita de Goiânia, Dra. Cristina e vice, Coronel Luiz | Foto: Divulgação/ Assessoria

A vereadora Dra. Cristina anunciou nesta quinta-feira, 1º, que o processo para viabilizar sua candidatura à prefeitura em Goiânia foi deferido em caráter liminar, o que coloca seu nome de volta à disputa. “Hoje, por liminar, o juiz deferiu o nosso processo. A decisão nos dá direito à candidatura”, comemorou a parlamentar.

A decisão liminar do juiz eleitoral Wilson da Silva Dias impugna a coligação “Coligação Pra Goiânia Seguir Em Frente” formada pelas agremiações PMB, PTC, Patriota, MDB, PL, Republicanos e PC do B. Agora, o partido tem 24h para apresentar as atas da convenção que sagrou o nome de Cristina à disputa e também do Demonstrativo de Regularidade de Atos Partidários (DRAP).

Desta forma, para fins de realização de plano de mídia e distribuição de tempo de propaganda eleitoral gratuita no rádio e televisão, foi determinada a exclusão do Partido Liberal – PL da Coligação “Pra Goiânia Seguir em Frente”, com destinação do mesmo à propaganda da nominada agremiação de forma isolada.

“Nesse pensar, não paira dúvida de que se deve garantir aos candidatos porventura escolhidos naquele ato (assembleia) o direito de participar, ainda que de forma precária, do processo eleitoral”, declarou o magistrado. A decisão destaca ainda que, em caso de descumprimento, o PL incorrerá em crime de desobediência e suportará multa diária de R$30 mil reais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.