Leon Deniz desiste da renúncia à presidência da Comissão de Ética do PMDB

Advogado voltou atrás da decisão após ter sido pressionado por grupo. Informação foi divulgada em carta

Foto: Fernando Leite

Leon Deniz durante a campanha de 2013 | Foto: Fernando Leite

O advogado Leon Deniz voltou atrás na decisão de renunciar à presidência da Comissão de Ética do PMDB. Em carta divulgada nesta segunda-feira (18/5), Leon justifica que desistiu de continuar no cargo porque iria se dedicar à campanha para presidência da OAB-GO — apoiando o candidato oposicionista Lúcio Flávio Paiva.

No entanto, horas após o anúncio, o advogado informou, novamente por meio de uma carta, que não iria renunciar da comissão até que o processo de expulsão de Júnior Friboi do PMDB fosse concluído. “Repenso que não posso deixar de finalizar o julgamento de alguns processos encaminhados na Comissão, que já realizei, inclusive, a devida instrução”, versa o texto.

Sobre a participação na campanha da Lúcio Flávio, Leon diz que, após analisar melhor a decisão de renúncia, concluiu “que a continuidade do trabalho não compromete a imparcialidade e imperioso compromisso com os advogados e advogadas de Goiás”.

Ainda de acordo com o presidente, a decisão veio, também, atendendo à solicitação dos correligionários e da Executiva estadual do partido.

Veja, com exclusividade, a carta:

carta-leon-deniz

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.