Leilão da Celg GT é adiado para o segundo semestre de 2021

Investidores teriam pedido mais tempo para análise de informações e documentos da operação

Foi publicado no Diário Oficial do Estado nesta quinta-feira, 6, o adiamento do leilão para alienação de 100% das ações de emissão da Celg GT, de propriedade da Celgpar. A data prevista para a disputa entre os investidores estava marcada para o dia 13 de marco e ocorreria na bolsa de valores B3, em São Paulo.

Segundo a publicação, o leilão ainda não tem data prevista, mas deve ocorrer apenas no segundo semestre de 2021. Em comunicado ao mercado, no último dia 26 de abril, a empresa havia alegado que “os investidores pediram mais prazo para análise de informações e documentos da operação, além de exame para a viabilidade de segregação dos ativos de transmissão e dos ativos de geração”.

Além disso, o adiamento também ocorreu devido a publicação da resolução 2.846/2021, da Agência Nacional de Energia Elétrica, que acolheu parcialmente o litígio sobre as revisões de receitas e contratos de transmissão prorrogados nos termos da lei nº 12.783/2013.

O preço mínimo de venda da Celg GT seria de R$1,53 bilhão. De acordo com a estatal, o lucro líquido da empresa em 2020 foi de R$165,6 milhões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.