Jornal Opção recebe homenagem pelo combate ao racismo e promoção da igualdade

Periódico foi condecorado com Troféu Maria José Alves Dias se empenhar na luta por justiça racial 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos: Fernando Leite/ Jornal Opção

Jornal Opção foi homenageado, na manhã desta quarta-feira (22/11), com o Troféu Maria José Alves Dias, concedido a órgãos de imprensa que se destacam no combate ao racismo e na valorização da imagem da raça negra, durante a entrega da Comenda Zumbi dos Palmares.

A condecoração foi entregue pela Secretaria Cidadã durante prestigiada solenidade na sala Dona Gercina Borges, no Palácio das Esmeraldas, e fez parte das atividades em comemoração ao Dia Nacional da Consciência Negra.

Propositora das honrarias, a secretária Lêda Borges (PSDB) agradeceu a presença de todos, em especial das entidades quilombolas do Estado que lutam pelo fim do racismo e pela valorização da cultura negra.

Segundo ela, os homenageados cumpriram um papel importante na história, notadamente o Jornal Opção que empunha a bandeira da defesa das minorias há muitos anos.

Jornal Opção é um respeitado veículo de comunicação que não se furta em tocar e dizer sobre temas importantes para a sociedade. A falta da tolerância é um dos principais deles e o jornal sempre tem essa grande responsabilidade social e a cumpre com maestria”, destacou.

A honraria foi recebida pela diretora-executiva Patrícia Moraes Machado, que agradeceu o reconhecimento e reforçou o compromisso do jornal com a promoção dos direitos humanos.

Comenda 

A superintendente da Igualdade Racial do Estado, Marta Ivone, também enalteceu a luta empenhada por todos os homenageados, em especial os que pregam a tolerância e a igualdade.

“Esse é um incentivo a todo o poder público e à sociedade civil que trabalha o ano todo em prol das reivindicações da gente negra no Estado de Goiás. Avaliamos o que essas entidades desenvolveram no sentido de políticas públicas e as homenageamos”, explicou.

A solenidade contou ainda com a presença do presidente da Fundação Cultural Palmares, Erivaldo Oliveira, que fez um dos mais aguerridos discursos da manhã. O líder conclamou a união de negros, brancos e pardos para acabar com o racismo e corrigir uma dívida histórica com os afro-descendentes.

Entre os demais homenageados estão Sandra Regina Martins Gomes, do Movimento Negro de Goiânia; Bartolomeu Xavier de Sousa Filho, professor de Piranhas; sargento Karen Carrijo, do projeto Polícia Comunitária nos Quilombos de Cavalcante e região; Associação Quilombola Flores Velha, de Flores de Goiás e UNB/Campus Planaltina, como instituição de ensino superior que contribui para o desenvolvimento da cultura afro-brasileira. Cada categoria homenageada leva o nome de uma personalidade marcante da cultura afro-brasileira.

Instituída pela Lei nº 16.239, de 18 de abril de 2008, a Comenda Zumbi dos Palmares tem a finalidade de agraciar personalidades físicas e jurídicas que se destacam por ações contra a discriminação racial e quaisquer outras formas de intolerâncias, bem como ações e atividades que contribuem para a promoção da igualdade racial em Goiás. Ao todo, serão dez homenageados.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.