Iris começa ano sofrendo derrota na Câmara de Goiânia

“Base” aliada não conseguiu manobrar para impedir votação do projeto contra IPTU do puxadinho

O prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB), começou 2018 do mesmo jeito que terminou o ano passado: sendo derrotado na Câmara Municipal.

Na tentativa de manobrar para garantir o atraso, mais uma vez, da votação do projeto de decreto legislativo que impede a cobrança do chamado “IPTU do puxadinho”, o decano articulou a apresentação de um suspeito pedido de diligência.

No entanto, a “base aliada” não conseguiu os votos suficientes e acabou perdendo o pedido após uma votação fora do painel eletrônica, cujo resultado demorou para ser promulgado pelo presidente em exercício Vinícius Cirqueira (PROS).

Veja como votaram os vereadores:

Andrey Azeredo – Sim
Alyson Lima – Não
Anderson Sales – Sim
Anselmo Pereira – Sim
Cabo Senna – Não
Carlin Café – Sim
Clécio Alves – Ausente
Delegado Eduardo Prado – Não
Paulo Daher – Sim
Dra. Cristina – Não
Elias Vaz – Não
Emilson Pereira – Ausente
Felisberto Tavares – Não
GCM Romário Policarpo – Sim
Gustavo Cruvinel – Não
Izídio Alves – Ausente
Jorge Kajuru – Não
Juarez Lopes – Sim
Kleybe Morais – Sim
Leia Klébia – Sim
Lucas Kitão – Não
Milton Mercêz – Ausente
Nilton Barriga – Não
Oséias Varão – Sim
Paulinho Graus – Sim
Paulo Magalhães – Sim
Priscilla Tejota – Não
Rogério Cruz – Não
Sabrina Garcêz – Não
Sgt. Novandir – Não
Tatiana Lemos – Não
Tiãozinho Porto – Sim
Welington Peixoto -Sim

Placar: 15 não x 14 sim

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.