Hugo 2 recebe mais de 100 equipamentos importados para respiração artificial de pacientes

Os maiores carregamentos de equipamentos para o hospital chegam no final da semana ao Brasil. Dezesseis contêineres sairão do Porto de Santos e serão deslocados para Goiânia

destaque

A unidade vai contar com 21 centros cirúrgicos, área para tratamento de queimaduras, 80 leitos de UTIs pediátricas e adultas | Fotos: Shysuo Araki

Em fase final de construção e com a Organização Social (OS) já contratada, o Hospital de Urgências da Região Noroeste de Goiânia – Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugo 2) recebeu nessa segunda-feira (11/8) mais de 100 aparelhos respiradores pulmonares da marca Newport que servirão para a respiração artificial dos pacientes hospitalizados. Nesta terça-feira (12) os equipamentos foram liberados para instalação.

Importados dos Estados Unidos, os respiradores chegaram na última terça-feira (5) à capital e foram encaminhados, uma semana depois, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a unidade.

Os maiores carregamentos de equipamentos para o Hugo 2 chegam sexta-feira (15) ao país a partir do Porto de Santos, em São Paulo. Ao todo, 16 contêineres, serão colocados sobre carretas para o deslocamento até Goiânia.

Em fase final

O hospital será gerido pela Organização Social (OS) Associação Goiana de Integralização e Reabilitação (Agir), responsável também pelo Centro de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo (Crer) desde 2002.

Foto: Wesley Costa

Foto: Wesley Costa

No dia 6 deste mês o governador Marconi Perillo (PSDB) destacou que a OS que gerenciará a unidade está fazendo o chamamento para a seleção pública. “Algumas obras ainda estão em construção, mas temos a certeza de que até o final do ano o hospital estará funcionando a todo o vapor”, afirmou.

A obra teve um custo total de R$ 150 milhões. A unidade vai contar com 21 centros cirúrgicos, área para tratamento de queimaduras, 80 leitos de UTIs pediátricas e adultas e mais de 2.800 funcionários.

O tucano também acredita que a inauguração do hospital, que será o mais moderno da região Centro-Oeste do país, completará a rede da administração estadual. “Quando o Hugo 2 entrar em funcionamento a população vai se sentir realmente respeitada pelo poder público”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.